Avaliamos os fornecedores com base em testes e pesquisas rigorosos, mas também levamos em consideração seu feedback e nosso programa de afiliados com os fornecedores. Alguns fornecedores são de propriedade da nossa matriz.
Saiba mais
O vpnMentor foi criado em 2014 para analisar os serviços de VPN e cobrir temas relacionados à privacidade. Hoje, nossa equipe de centenas de investigadores, redatores e editores de segurança cibernética continua ajudando os leitores a lutar por sua liberdade online em parceria com a Kape Technologies PLC, que também é proprietária dos seguintes produtos: ExpressVPN, CyberGhost, ZenMate, Private Internet Access e Intego, que podem vir a ser analisados neste site. As análises publicadas no vpnMentor são consideradas precisas na data de publicação de cada artigo e elaboradas conforme nossos rígidos padrões de análise que priorizam o exame profissional e honesto do especialista que faz a análise, levando em conta as capacidades técnicas e qualidades do produto juntamente com seu valor comercial para os usuários. As classificações e análises que publicamos também levam em conta a propriedade comum mencionada acima e as comissões de afiliados que ganhamos por compras através dos links em nosso site. Não analisamos todos os provedores de VPN e acreditamos que as informações sejam precisas na data de publicação de cada artigo.
Divulgação de publicidade

O vpnMentor foi criado em 2014 para analisar os serviços de VPN e cobrir temas relacionados à privacidade. Hoje, nossa equipe de centenas de investigadores, redatores e editores de segurança cibernética continua ajudando os leitores a lutar por sua liberdade online em parceria com a Kape Technologies PLC, que também é proprietária dos seguintes produtos: ExpressVPN, CyberGhost, ZenMate, Private Internet Access e Intego, que podem vir a ser analisados neste site. As análises publicadas no vpnMentor são consideradas precisas na data de publicação de cada artigo e elaboradas conforme nossos rígidos padrões de análise que priorizam o exame profissional e honesto do especialista que faz a análise, levando em conta as capacidades técnicas e qualidades do produto juntamente com seu valor comercial para os usuários. As classificações e análises que publicamos também levam em conta a propriedade comum mencionada acima e as comissões de afiliados que ganhamos por compras através dos links em nosso site. Não analisamos todos os provedores de VPN e acreditamos que as informações sejam precisas na data de publicação de cada artigo.

O ExpressVPN funciona na China? Como usá-lo em 2024

Adriano Silva Atualizado em 20/06/2024 Informações verificadas por Kristina Joshevska Editor sênior

Poucas VPNs funcionam na China, mas o ExpressVPN é uma das que o fazem. Graças a seus recursos e tecnologias avançados, você pode proteger sua conexão e acessar sites com segurança, até mesmo na China. Também é possível acessar conteúdo global de streaming em HD.

O ExpressVPN oferece ofuscação automática em todos os servidores, a qual oculta o fato de que você está usando uma VPN. Ele até mesmo oferece soluções para que você consiga baixar o app quando já estiver na China.

Embora provavelmente não seja preciso configurá-lo para fazê-lo funcionar no país, pode haver casos em que você notará que o ExpressVPN não está funcionando na China conforme o esperado. Isso não significa que tudo está perdido. Compartilharei algumas configurações recomendadas para o caso de você enfrentar problemas. O ExpressVPN vem com uma garantia de reembolso de 30 dias, portanto você pode testá-lo. Se não ficar satisfeito com o serviço, é fácil obter o reembolso integral. Nota do Editor: transparência é um dos nossos valores fundamentais no vpnMentor, por isso, você deve saber que estamos no mesmo grupo de propriedade que ExpressVPN. No entanto, isso não afeta nosso processo de análise.

Testar ExpressVPN para a China >>

Nota do editor: não apoiamos o uso de VPNs para atividades ilegais. A China baniu as VPNs não aprovadas pelo governo, mas não há relatos públicos de turistas perseguidos por usá-las. Ainda assim, use VPNs por sua conta e risco e cumpra as leis locais. Devido a rigorosas regulações à internet na China, as conexões VPN podem ocasionalmente ficar instáveis. Apesar disso, o ExpressVPN é conhecido por ser a opção mais confiável. 

Guia rápido: como usar ExpressVPN na China em três passos simples

  1. Obtenha o ExpressVPN. É melhor se cadastrar e baixar o ExpressVPN antes da sua chegada à China, pois o site oficial está bloqueado pelo Grande Firewall. O processo de configuração é simples nos principais sistemas operacionais, como Windows, macOS, Android e iOS.
  2. Conecte-se a um servidor. Recomendo escolher um servidor próximo para obter conexões velozes.
  3. Comece a navegar. Desfrute um acesso seguro à internet na China.

Como configurar o ExpressVPN para funcionar na China (+ outras dicas para resolução de problemas)

O site do ExpressVPN está bloqueado na China, portanto é melhor baixá-lo antes da sua chegada ao país. Caso já esteja na China, você pode enviar um e-mail à equipe de suporte do ExpressVPN (support@expressvpn.zendesk.com) e solicitar um link espelho. Trata-se de outra versão do site do ExpressVPN que não foi bloqueado pelo Grande Firewall. Esse link permite que você se cadastre, baixe o app em qualquer dispositivo necessário ou atualize o software.

Após a instalação do app, algumas configurações rápidas garantirão que o ExpressVPN funcione na China sem problemas.

1. Defina o protocolo como automático

Ao ajustar seu protocolo de segurança para a opção Automático, o ExpressVPN escolherá automaticamente o protocolo mais adequado à sua rede. Ele disponibiliza diversos protocolos, cada um projetado para atender a diferentes necessidades. Alguns oferecem uma conexão mais segura (como o OpenVPN), e outros priorizam as velocidades (como o Lightway).

Porém, o ExpressVPN recomenda escolher a opção de protocolo Automático para que a ofuscação funcione adequadamente. Para fazê-lo, clique em Opções > Protocolo > Automático.

Screenshot showing how to change protocol in ExpressVPNO ExpressVPN escolherá automaticamente o protocolo de tunelamento adequado dependendo da sua rede

Para uma maior conveniência, você também pode configurar o ExpressVPN para se conectar automaticamente à sua última localização utilizada sempre que inicializar seu dispositivo: essa função pode ser ativada em Opções gerais.

2. Habilite o kill switch e a proteção contra vazamento de IPv6

Ao usar uma VPN na China, mantenha o kill switch sempre ligado. Ele protege seus dados em caso perda da conexão com a VPN. Você pode ativar o kill switch em dois passos:

  • Abra o menu de configurações Geral. Ele se encontra na seção Opções ao clicar no canto superior esquerdo da VPN.
  • Ative o kill switch. Abaixo da opção Network Lock, marque a caixa ao lado de Parar todo o tráfego de internet se a VPN se desconectar inesperadamente.

Vazamentos de IP e DNS podem expor seu IP real ao firewall. Se a VPN falhar ou o navegador enviar solicitações de WebRTC, seu acesso online se tornará restrito ou pouco seguro. Quando você se conecta ao ExpressVPN, a proteção contra vazamento de DNS é habilitada por padrão. Porém, é preciso ativar manualmente a proteção contra vazamento de IPv6. Você pode fazê-lo em dois passos simples:

  • Abra o menu de configurações Avançado. Ele está localizado na seção Opções abaixo do ícone de engrenagem.
  • Habilite a prevenção contra vazamento de IP. Marque as caixas ao lado de Impedir a detecção do endereço IPv6 enquanto conectado.

3. Limpe o cache e cookies do seu navegador

Às vezes, os sites podem rastrear sua localização real através dos cookies e cache armazenados no seu navegador. Se os dados de localização salvos no seu navegador não corresponderem ao IP da sua VPN, você poderá enfrentar problemas ao tentar acessar determinados sites.

Há uma solução simples: basta acessar as configurações do seu navegador e limpar seu cache e cookies. Você geralmente encontrará essa opção na seção de privacidade e segurança. Porém, tome cuidado, pois essa ação removerá as senhas salvas — e os sites poderão demorar mais para carregar inicialmente.

Se você prefere não limpar tudo, pode remover seletivamente o cache e cookies relativos aos sites que estão restringindo seu acesso. Este passo simples pode ajudá-lo a acessar sites em segurança na China.

4. Reconecte-se ou experimente outro servidor

Uma má conexão à internet ou uma falha técnica podem fazer com que a VPN pare de funcionar. Ela pode levar até 30 segundos para se conectar ao servidor (caso sua internet não seja suficientemente rápida) ou simplesmente não funcionar.

Aguarde até que o status de conexão do ExpressVPN exiba Falha antes de tentar se reconectar. Se houver falha de conexão, feche o app, reinicialize seu dispositivo e tente se conectar novamente. Além disso, certifique-se de esperar até que o app exiba o status Conectado antes de começar a navegar.

Se o app da VPN indicar que ela está conectada, mas não funcionar, considere restabelecer a conexão com o servidor. Tal medida proporcionará um novo endereço IP e possivelmente resolverá o problema.

Você também pode tentar se conectar a um servidor diferente. Contatei o suporte do ExpressVPN via chat para descobrir os melhores servidores para a China. O representante foi extremamente prestativo e me redirecionou a uma página web com dicas de resolução de problemas para se conectar à China.

Enquanto escrevo este artigo, o ExpressVPN recomenda os seguintes servidores para a China:

  • Japão (Yokohama)
  • EUA (Los Angeles - 5 e Santa Mônica)
  • Reino Unido (Wembley)
  • Cingapura (Marina Bay)
  • França (Alsácia)

5. Reinstale ou atualize o app

Se o problema de conexão persistir, tente reinstalar o app. Arquivos corrompidos ou configurações alteradas costumam causar problemas. Porém, antes de desinstalar, certifique-se de que você esteja com o arquivo de instalação pronto, pois baixá-lo novamente na China pode ser difícil.

Além disso, verifique se o seu app está atualizado. Uma versão antiga pode não funcionar tão bem, principalmente se o ExpressVPN tiver lançado atualizações para melhorar seu desempenho ou corrigir bugs. Por isso, atualize seu app para a versão mais recente antes de ir para a China. Caso já esteja no país e precise atualizá-lo, use o link do site espelho do ExpressVPN.

6. Entre em contato com o suporte

Você também pode contatar o suporte do ExpressVPN e pedir orientação. Como o site está bloqueado na China, você pode enviar um e-mail para support@expressvpn.zendesk.com (o Hotmail ainda funciona na China).

A equipe de suporte é rápida e geralmente responde em até 24 horas. Se você já sabe qual é o link mais recente do site espelho, pode usá-lo para contatar o suporte do ExpressVPN também via chat 24/7.

Como baixar o ExpressVPN se você já estiver na China

Há algumas formas de baixar o ExpressVPN se você já estiver na China. Vamos conferir:

  • Contate o suporte do ExpressVPN. Entre diretamente em contato com o suporte do ExpressVPN pelo e-mail support@expressvpn.zendesk.com. A equipe de suporte pode fornecer um link espelho para uma versão funcional do site do ExpressVPN, permitindo que você baixe o app.
  • Altere sua região da App Store. Para usuários de iOS, uma solução simples é alterar sua região da App Store para um país onde o ExpressVPN esteja disponível. Isso lhe permitirá baixar o ExpressVPN diretamente a partir da App Store.
  • Use seu cartão SIM brasileiro ou português. Se você estiver com o cartão SIM do seu país natal, pode usá-lo para se cadastrar no ExpressVPN através da sua conexão de dados móveis. Usar o cartão SIM do seu país de origem pode às vezes permitir um acesso menos restrito à internet. Isso provavelmente se deve a acordos internacionais entre operadoras de telecomunicação. Porém, sua eficácia pode variar dependendo da sua operadora específica e do país de origem do seu cartão SIM.
  • Encontre uma fonte de download de terceiros segura. Procure por sites de terceiros confiáveis que ofereçam o arquivo de instalação do ExpressVPN (APK para Android, arquivo executável para Windows). Certifique-se de que a fonte seja de confiança para evitar baixar software malicioso.
  • Peça a um amigo fora da China. Amigos ou contatos fora da China podem baixar o instalador do ExpressVPN e compartilhá-lo com você por meio de um serviço de compartilhamento seguro de arquivos. Este método é particularmente útil se as opções de download direto não forem viáveis.
  • Use outra VPN. Se você tem acesso a qualquer outra VPN que funcione na China, pode usá-la para acessar o site do ExpressVPN e baixar o app.

Como o ExpressVPN funciona na China

Melhor recurso Ofuscação automática para proteger sua conexão na China
Velocidades A VPN mais rápida que testamos; ideal para transmitir em HD sem lag
Apps em português Sim
Conexões simultâneas de dispositivos 8 para proteger todos os seus dispositivos na China
Funciona com Facebook, Netflix, WhatsApp, Gmail, Google, Instagram, YouTube, Twitter, BBC, Globoplay e mais
Chat ao vivo em português Sim
Nota do Editor: transparência é um dos nossos valores fundamentais no vpnMentor, por isso, você deve saber que estamos no mesmo grupo de propriedade que ExpressVPN. No entanto, isso não afeta nosso processo de análise.

O principal motivo pelo qual o ExpressVPN funciona na China é sua ofuscação automática. Ela oculta o uso da VPN ao codificar seus metadados e disfarçar seus dados criptografados como se fosse tráfego comum, permitindo usá-la em redes restritivas. A ofuscação é automaticamente acionada quando o app detecta inspeção profunda de pacotes (DPI) ou outras restrições, portanto não é preciso ativá-la manualmente.

O ExpressVPN também é uma das VPNs mais velozes disponíveis. Quando nosso avaliador no Reino Unido se conectou aos servidores de Yokohama e Marina Bay, observou uma redução média de velocidade de apenas 11%. Isso é impressionante, considerando-se que a ofuscação geralmente causa lentidão à sua conexão. A rede global da VPN também permite acessar plataformas como a Netflix sem buffering a partir de qualquer lugar.

Para cumprir suas promessas de privacidade aos usuários, o ExpressVPN não hospeda nenhum de seus servidores na China continental. O governo exige que todas as movimentações online sejam rastreadas e armazenadas, portanto não possuir servidores na região significa que o ExpressVPN não precisa cumprir essa obrigação. Além disso, ele conta com uma rigorosa política antilogs (no-logs policy), a qual já foi verificada em duas auditorias independentes realizadas em 2019 e 2022.

Embora o ExpressVPN não seja a opção mais barata (os planos custam a partir de $6,67/mês), ele é a opção mais confiável para a China. Você pode pagar com cartão de crédito, Bitcoin, PayPal, Union Pay e mais. Ele ainda é assegurado por uma garantia de reembolso de 30 dias, o que permite testar o ExpressVPN. Se não ficar satisfeito, você pode obter o reembolso integral.

Recursos úteis

  • Servidores em Hong Kong. O ExpressVPN não conta com servidores na China continental, mas oferece alguns em Hong Kong. Isso significa que você desfrutará conexões velozes nas proximidades quando estiver na China. Além disso, esses servidores permitem transmitir plataformas de streaming em Hong Kong, como iQIYI, com qualidade UHD.
  • Site espelho. Embora o site oficial do ExpressVPN esteja bloqueado na China, ele oferece um link espelho para que você possa baixar a VPN no país. Para manter esse link espelho funcionando, ele é periodicamente atualizado, portanto é melhor entrar em contato com o suporte (via e-mail) para obter o URL mais atual.
  • Segurança robusta. Todos os seus dados são protegidos por criptografia de nível militar, proteção contra vazamento de IP/DNS e um kill switch. Nossos testes exaustivos não indicaram vazamentos durante o uso dos servidores do ExpressVPN.
Oferta do ExpressVPN de Julho 2024: apenas por tempo limitado, você pode adquirir uma assinatura do ExpressVPN com até 49% de desconto! Não perca!

Nota do Editor: transparência é um dos nossos valores fundamentais no vpnMentor, por isso, você deve saber que estamos no mesmo grupo de propriedade que ExpressVPN. No entanto, isso não afeta nosso processo de análise.

Liberdade na internet e status das VPNs na China

A China implementa censura por meio do Grande Firewall (GFW). Essa barreira digital bloqueia conteúdo que o governo chinês determina exclusivamente como sendo inaceitável, o que diz respeito principalmente a sites e serviços internacionais. Cidadãos e visitantes na China são fortemente restringidos naquilo que podem ver, dizer ou fazer online.

Os sites abaixo são alguns daqueles bloqueados pelo Grande Firewall:

  • Plataformas de streaming. Netflix, Amazon Prime Video, YouTube, Spotify, Twitch, etc.
  • Sites e apps de mídias sociais. Facebook, Instagram, Twitter, etc.
  • Veículos de notícias internacionais. BBC, NY Times, The Guardian, The Wall Street Journal, Bloomberg, NBC, etc.
  • Mecanismos de pesquisa. Yahoo, Google, Bing, etc.
  • Serviços de mensagens. Gmail, WhatsApp, Telegram, Skype, Slack, etc.

Os Regulamentos de Rede de Informação de Computadores e Segurança, Proteção e Gerenciamento da Internet de 1997 descrevem qual conteúdo deve ser restrito. Essas regulamentações são intencionalmente vagas, concedendo ao governo amplo poder de decisão para censurar uma ampla gama de conteúdo.

Qualquer material online que critique o governo, mesmo de forma equilibrada e factual, corre o risco de ser classificado como responsável por "incitar divisões”, "insultar abertamente outras pessoas”, "prejudicar a reputação dos órgãos do Estado” ou conduzir "atividades contra a constituição”. A proibição se estende tanto que mesmo discussões triviais online, como aquelas sobre notícias de celebridades, podem ser consideradas ilegais..

Neste ambiente digital rigidamente controlado, as VPNs estão se tornando cada vez mais populares. Apesar da repressão do governo aos serviços VPN não autorizados, muitos fornecedores de VPN ainda trabalham no país utilizando técnicas de ofuscação. No entanto, a eficácia dessas VPNs é constantemente testada pelos esforços incansáveis do governo para detectar e bloquear o acesso não autorizado à internet..

Infelizmente, isso significa que apenas as VPNs sancionadas pelo governo chinês são 100% confiáveis dentro do país. Embora o ExpressVPN seja conhecido por ser a VPN mais confiável para a China, ele ainda pode passar por períodos de inatividade enquanto trabalha para se adaptar à tecnologia em constante mudança do Grande Firewall.

FAQs sobre como usar o ExpressVPN na China

O que posso fazer se o ExpressVPN não estiver funcionando na China?

Se você descobrir que o ExpressVPN não está funcionando na China, há várias medidas que podem ser tomadas para resolver o problema. Veja algumas soluções rápidas para testar:

  • Troque para um servidor recomendado. Se você estiver com problemas, tente trocar para uma das localizações de servidores que o ExpressVPN recomenda para a China. Esses servidores são otimizados para desempenho superior em redes restritivas.
  • Atualize seu app do ExpressVPN. Certifique-se de que seu app do ExpressVPN esteja atualizado. As versões recentes podem conter atualizações capazes de melhorar a conectividade e funcionalidade em redes restritivas.
  • Contate o suporte. O suporte do ExpressVPN por e-mail também é bem responsivo. Se você ainda estiver com dificuldades, contatá-los pode garantir uma ajuda personalizada. Sempre que precisei contatar o suporte, eles sempre responderam em poucos minutos.

O ExpressVPN possui servidores na China?

O ExpressVPN não conta com servidores na China continental, mas dispõe de alguns em Hong Kong e Macau. Isso significa que ele não precisa cumprir as rigorosas políticas de registros de dados da China. Os servidores de Hong Kong e Macau oferecem localizações próximas para proporcionar conexões velozes na China. E, como Hong Kong e Macau não censuram tanto a internet quanto a China continental, é possível até mesmo transmitir com segurança plataformas como Netflix e Amazon Prime Video a partir de qualquer lugar.

Posso usar o ExpressVPN no iPhone, Android e Windows na China?

Sim. O ExpressVPN oferece apps nativos para todas as principais plataformas, incluindo iOS, Android e Windows. Todos os servidores do ExpressVPN usam ofuscação automática, portanto seu uso da VPN permanecerá oculto na China, permitindo-lhe proteger sua conexão. Seu protocolo Lightway também está integrado aos aplicativos móveis. Portanto, a tecnologia especial de ofuscação necessária não reduzirá suas velocidades de internet assim como pode acontecer com outras VPNs.

No entanto, é melhor baixar o ExpressVPN antes da sua chegada à China. O app não está disponível na Apple App Store da China, e o Google Play está totalmente bloqueado no país. Portanto, não é possível baixar o app facilmente na China. Porém, você pode criar uma nova conta na App Store e configurá-la para uma região diferente onde VPNs não estejam bloqueadas (como Brasil ou Portugal, por exemplo).

O site do ExpressVPN disponibiliza algum link que funcione na China?

Sim. Ele é uma das poucas VPNs que dispõe de um site espelho funcionando para a China. Para receber o link mais atualizado do site espelho para a China, entre em contato com o suporte por meio deste endereço de e-mail: support@expressvpn.zendesk.com.

O ExpressVPN é ilegal na China?

É complicado. O ExpressVPN não é aprovado pelo governo chinês, e toda VPN que não detenha uma licença oficial aprovada pelas autoridades chinesas está tecnicamente proibida no país. Porém, geralmente são os provedores de VPN (e não os usuários individuais) que podem enfrentar ações legais, e seus sites são bloqueados no país. Se você estiver viajando para a China, é melhor baixar o ExpressVPN antes da sua chegada.

Porém, vale notar que em 2019 um indivíduo na província de Guangdong recebeu uma multa de 1.000 yuans (cerca de US$ 140) por usar uma VPN. Este foi um caso raro, e é incomum que turistas enfrentem consequências legais porque não há registros públicos disponíveis. No entanto, o caso ressalta a necessidade de se tomar cuidado ao usar VPNs não aprovadas pelo governo no país.

No vpnMentor, não apoiamos o uso de VPNs de maneiras que violem as leis no Brasil ou em Portugal. Sempre cumpra as leis locais e aquelas em países para onde você viajar.

O ExpressVPN é de propriedade de uma empresa chinesa?

Não. O ExpressVPN é de propriedade da Kape Technologies, sediada no Reino Unido, que também é proprietária de outras VPNs de ponta como CyberGhost e Private Internet Access. Porém, o ExpressVPN está sediado nas Ilhas Virgens Britânicas, país que apoia a privacidade. Não há leis de retenção de dados, portanto o ExpressVPN não precisa manter quaisquer informações identificáveis sobre você. Isso permite que a empresa cumpra sua rigorosa política antilogs sem qualquer interferência externa.

O ExpressVPN ainda funciona na China

O ExpressVPN é uma ótima opção se você procura uma VPN para usar na China. Ele oferece recursos de segurança de nível militar, como proteção contra vazamento de DNS/IP, kill switch confiável e ofuscação automática, para manter suas atividades online privadas na China. Ele possui servidores em Hong Kong e Macau, mas não na China continental, portanto tenha certeza de que o provedor não precisa cumprir as rigorosas leis de retenção de dados do país.

Você também pode testar o ExpressVPN por conta própria, pois ele oferece uma garantia de reembolso em todos os planos. Obtenha o reembolso integral em até 30 dias se não ficar totalmente satisfeito.

As melhores VPNs que funcionam na China são…

Posição
Provedor
Nossa pontuação
Desconto
Visitar site
1
medal
9.9 /10
9.9 Nossa pontuação
Economize 49%!
2
5.3 /10
5.3 Nossa pontuação
Economize 59%!
3
9.2 /10
9.2 Nossa pontuação
Economize 85%!

Nota do Editor: transparência é um dos nossos valores fundamentais no vpnMentor, por isso, você deve saber que estamos no mesmo grupo de propriedade que ExpressVPN. No entanto, isso não afeta nosso processo de análise.

Alerta de privacidade!

Seus dados estão sendo expostos aos sites que você visita!

Seu endereço IP:

Sua localização:

Seu provedor de Internet:

As informações acima podem ser usadas para rastreá-lo, direcionar anúncios para você e monitorar o que você faz online.

As VPNs podem ajudá-lo a ocultar essas informações dos sites para que você esteja protegido o tempo todo. Recomendamos a ExpressVPN — a VPN nº 1 entre mais de 350 provedores que testamos. Ela possui criptografia de nível militar e recursos de privacidade que vão garantir sua segurança digital, e mais — ela está oferecendo atualmente 49% de desconto.

Visite a ExpressVPN

Avaliamos os fornecedores com base em testes e pesquisas rigorosos, mas também levamos em consideração seu feedback e nosso programa de afiliados com os fornecedores. Alguns fornecedores são de propriedade da nossa matriz.
Saiba mais
O vpnMentor foi criado em 2014 para analisar os serviços de VPN e cobrir temas relacionados à privacidade. Hoje, nossa equipe de centenas de investigadores, redatores e editores de segurança cibernética continua ajudando os leitores a lutar por sua liberdade online em parceria com a Kape Technologies PLC, que também é proprietária dos seguintes produtos: ExpressVPN, CyberGhost, ZenMate, Private Internet Access e Intego, que podem vir a ser analisados neste site. As análises publicadas no vpnMentor são consideradas precisas na data de publicação de cada artigo e elaboradas conforme nossos rígidos padrões de análise que priorizam o exame profissional e honesto do especialista que faz a análise, levando em conta as capacidades técnicas e qualidades do produto juntamente com seu valor comercial para os usuários. As classificações e análises que publicamos também levam em conta a propriedade comum mencionada acima e as comissões de afiliados que ganhamos por compras através dos links em nosso site. Não analisamos todos os provedores de VPN e acreditamos que as informações sejam precisas na data de publicação de cada artigo.

Sobre o autor

Adriano é fã de tecnologia e graduado pela Universidade Católica de Santos. Ele acredita que a privacidade online é fundamental para quem quer desfrutar a verdadeira liberdade na internet.

Gostou desse artigo? Avalie!
Eu detestei Eu não gostei Achei razoável Muito bom! Eu adorei!
de 10 - votado por usuários
Obrigado pelo seu feedback.

Por favor, comente sobre como melhorar este artigo. Seu feedback é importante!

Deixe um comentário

Desculpe, links não são permitidos neste campo!

O nome deve conter pelo menos três letras

O conteúdo do campo não deve exceder 80 letras

Desculpe, links não são permitidos neste campo!

Digite um endereço de e-mail válido

Obrigado por enviar um comentário, %%name%%!

Verificamos todos os comentários no prazo de 48 horas para garantir que sejam reais e não ofensivos. Sinta-se à vontade para compartilhar este artigo enquanto isso.