Aviso legal:
Avaliações profissionais

vpnMentor contém avaliações escritas por nossa comunidade de avaliadores, as quais são baseadas na análise independente e profissional dos produtos/serviços por parte de cada avaliador.

• Propriedade

O vpnMentor é de propriedade da Kape Technologies PLC, que detém os seguintes produtos: ExpressVPN, CyberGhost, ZenMate, Private Internet Access e Intego, os quais podem ser avaliados neste site.

• Comissões de afiliados

vpnMentor contém análises que foram escritas por nossos especialistas e seguem rígidos padrões de revisão, incluindo padrões éticos, que adotamos. Esses padrões exigem que cada análise seja baseada em uma inspeção independente, honesta e profissional do revisor. Dito isto, podemos ganhar uma comissão quando um usuário conclui uma ação usando nossos links. Isso, no entanto, não afetará a avaliação, mas poderá afetar as classificações. As classificações são determinadas com base na satisfação do cliente de vendas anteriores e da compensação recebida.

• Diretrizes de avaliações

As avaliações publicadas no vpnMentor são escritas por especialistas que examinam os produtos de acordo com nossos rigorosos padrões de avaliação. Tais padrões garantem que cada avaliação seja baseada na análise independente, profissional e honesta do avaliador, e leva em consideração as capacidades técnicas e qualidades do produto, juntamente com seu valor comercial aos usuários. Os rankings que publicamos podem levar em consideração as comissões de afiliados que recebemos por aquisições efetuadas através de links em nosso site.

VPN o que é e por que você precisa de uma em 2022

Uma VPN (rede privada virtual) é um app que melhora sua segurança e privacidade online. Ao redirecionar seu tráfego de internet através de um servidor privado, ela cria um túnel criptografado que oculta sua identidade, seus dados e suas atividades de navegação. E também pode desbloquear sites com restrições geográficas como a Netflix e ainda contornar bloqueios de internet e firewalls robustos, proporcionando mais liberdade online.

Baixar e configurar uma VPN é um processo simples, facilitando para usá-la. Não é necessário conhecimento técnico, o que significa que qualquer pessoa pode começar a usar uma VPN rapidamente. Basta baixar o app, encontrar um servidor e se conectar a ele para melhorar sua segurança online.

Se você está pronto para começar, recomendo testar o ExpressVPN. Das 150 VPNs que minha equipe e eu testamos regularmente, ele é uma das mais intuitivas e completas, o que o torna ideal para qualquer objetivo. E, como inclui uma garantia de reembolso de 30 dias, você pode testar todos os recursos do ExpressVPN sem riscos. Você pode solicitar o reembolso se não ficar satisfeito.

Comece a usar o ExpressVPN

Guia rápido: como obter uma VPN em 3 passos simples

  1. Escolha um provedor de VPN. Recomendo o ExpressVPN porque ele é fácil de usar, protege seus dados e apresenta velocidades altas e confiáveis.
  2. Baixe e instale a VPN. Acesse o site do seu provedor de VPN, baixe o app para seu dispositivo e instale-o.
  3. Conecte-se a um servidor. Abra o app da sua VPN e faça login. Em seguida, encontre um servidor e clique nele para se conectar.

Para que serve VPN e por que eu preciso de uma?

A internet está cheia de perigos indesejados que ameaçam sua privacidade e segurança online. Mais notavelmente, terceiros maliciosos podem coletar seus dados, rastrear suas atividades online e interceptar sua conexão. Algumas redes impõem restrições que bloqueiam sites específicos, reduzindo bastante sua liberdade online.

Uma VPN é um investimento válido se você leva a sério sua privacidade e segurança online. Ela mantém você protegido de violações de privacidade e garante acesso a sites bloqueados. E ainda criptografa sua conexão, impedindo que o Google, Facebook ou seu provedor de internet monitorem seus movimentos online. Com isso em mente, aqui estão alguns motivos pelos quais você deve obter uma conexão VPN.

As VPNs criptografam todos os seus dados

Uma VPN criptografa sua conexão quando você se conecta aos seus servidores privados. Ela codifica seus dados, tornando seus comportamentos e atividades online ilegíveis por terceiros. Como a maioria das VPNs usa criptografia de nível militar, é basicamente impossível para qualquer pessoa ver o que você está fazendo online.

Dessa forma, ninguém poderá ver suas atividades de navegação ou interceptar sua conexão — incluindo seu provedor de internet — porque elas terão a aparência de uma sequência de números aleatórios. Isso também significa que seu provedor não poderá limitar suas velocidades, caso você esteja realizando atividades que envolvam um alto consumo de largura de banda, como jogar. Porém, uma VPN é ainda mais crucial em redes Wi-Fi públicas, pois hackers podem facilmente penetrar seu tráfego para coletar suas senhas, números de cartões de crédito e muito mais.

A maioria das VPNs usa criptografia AES de 256 bits, o mais alto nível de criptografia disponível. 256 consiste na maior chave de criptografia, e, quanto mais longa a chave, mais tempo leva para decifrá-la. Ela é usada pelos principais órgãos de segurança e governos a fim de proteger dados altamente confidenciais.

As VPNs ocultam sua localização real

Seu endereço IP real fica visível quando você não usa uma VPN, o que significa que terceiros indesejados podem usá-lo para descobrir sua localização verdadeira. (Seu endereço IP é como seu número de telefone, mas voltado à sua conexão de internet.) Isso é perigoso quando combinado com outros dados pessoais, pois facilita sua identificação, tornando você vulnerável a ataques online. Terceiros invasivos, como anunciantes, também podem usar essas informações para transformar você em alvo de anúncios, enquanto seu provedor de internet pode armazená-los e compartilhá-los com terceiros sem seu conhecimento.

Uma VPN oculta seu endereço IP real ao substituí-lo por outro, protegendo sua privacidade online. Portanto, você pode usar uma VPN para ocultar sua localização real e sua identidade online, independentemente de onde esteja localizado. Porém, saiba que praticar atividades ilegais continua proibido com uma VPN, então sempre tome cuidado.

Oculte seu endereço IP agora

As VPNs oferecem outros benefícios

Algumas VPNs podem bloquear anúncios e impedir sites maliciosos de infectar seu dispositivo com malware e trackers. Esses recursos geralmente podem ser habilitados nas configurações da sua VPN. Eles permitem que você aproveite sites como o YouTube sem anúncios irritantes e ainda melhoram sua proteção contra hackers e rastreamentos, o que é muito útil ao baixar e enviar torrents.

Outro benefício é a capacidade de contornar bloqueios geográficos regionais em sites com restrições geográficas como a Netflix. O conteúdo disponível nessas plataforma depende da localização do seu endereço IP, portanto alterá-lo pode garantir acesso a uma nova gama de conteúdo. Isso é especialmente útil se você viajar para o exterior e quiser assistir às séries que costuma acompanhar no seu país de origem.

As VPNs podem garantir acesso a servidores de jogo internacionais e desbloquear jogos restritos por região. Isso melhora sua experiência de jogo ao permitir que você dispute contra oponentes diferentes. Além disso, você pode adquirir outros game packs e bônus que podem não estar disponíveis na sua região.

Uma VPN também ajudará a contornar restrições online e firewalls de rede para recuperar sua liberdade online. Isso inclui até mesmo firewalls como o Grande Firewall da China. Ela supera esses problemas por meio de recursos e protocolos de ofuscação que ocultam seu tráfego VPN e contornam firewalls como resultado.

Como funciona VPN e de que forma me mantém seguro?

As principais funções de segurança de uma VPN são criptografar sua conexão e ocultar seu endereço IP real (e, por consequência, sua localização verdadeira). Embora essas medidas protejam sua conexão e dados pessoais, existem outros recursos de privacidade e segurança que uma VPN deve possuir para garantir que essas funções básicas realmente mantenham você protegido.

Rigorosa política antilogs (no-logs policy)

Adquirir uma VPN que leve sua privacidade a sério é crucial, pois ela possui acesso completo às suas atividades online. O recurso de privacidade mais importante é uma rigorosa política antilogs, a qual garante que sua VPN não irá rastrear ou coletar seus dados. Isso significa que ela não terá nada para compartilhar se as autoridades governamentais o solicitarem como parte de alguma investigação — ou se seus servidores forem comprometidos.

Muitas VPNs afirmam não armazenar logs, mas algumas realmente os armazenam. As VPNs mais confiáveis passam por auditorias periódicas nas quais empresas de segurança comparam a política de privacidade da VPN com suas práticas. Isso garante que o provedor de VPN realmente cumpra suas promessas de manter seus dados privados.

Outro fator a se considerar é a localização da VPN, pois ela sempre está sujeita às leis de retenção de dados do seu país de origem. É melhor escolher uma VPN cuja sede esteja em um local com leis que apoiem a privacidade, e não localizada dentro da Aliança 14 Olhos (14-Eyes Alliance). Isso quer dizer que, mesmo que um governo solicitasse à VPN que compartilhasse dados sobre você, ela não precisaria cumprir a solicitação.

Proteção contra vazamento

Sempre existe a possibilidade de que uma VPN acidentalmente vaze suas solicitações de DNS e seu endereço IP, pois vulnerabilidades podem ocorrer com qualquer software. Os vazamentos de IP/DNS tiram o propósito de usar uma VPN, pois são essas informações que ela deve ocultar. As VPNs mais seguras contam com um sistema integrado de proteção contra vazamento para impedir a ocorrência de qualquer vazamento de DNS/IP.

Para testar sua proteção contra vazamento de DNS/IP (DNS/IP leak protection), acesse um site como o ipleak.net após se conectar a um servidor. Em seguida, aguarde alguns segundos até que ele revele o endereço IP ao qual seu dispositivo está conectado. Contanto que ele mostre apenas o IP da VPN, isso significa que você está totalmente protegido.

Kill switch

As VPNs criam um túnel criptografado para proteger seus dados entre seu dispositivo e o servidor. Como sua segurança depende totalmente dessa conexão, sua privacidade pode ficar ameaçada se ela cair inesperadamente ou se você trocar de servidor. Um kill switch automaticamente bloqueia seu acesso à internet se sua VPN apresentar problemas de conexão, o que faz dele sua última linha de defesa.

Em seguida, ele aguarda até que seu dispositivo tenha restabelecido a conexão antes de reconectar a VPN, portanto você basicamente permanece sempre protegido. Ele é especialmente importante ao baixar e enviar torrents – ou ao usar redes Wi-Fi desprotegidas.

Apenas uma dica: nem toda VPN vem com o kill switch habilitado, portanto é melhor conferir o menu de configurações para garantir que ele esteja ativado. Particularmente, o kill switch interrompe seu tráfego de internet quando você muda de rede, por isso ele também é útil quando você se conectar a redes Wi-Fi públicas.

Protocolos avançados de segurança

Os protocolos determinam de que forma uma VPN transmite dados entre seu dispositivo e o servidor VPN. Eles são um conjunto de regras que definem a segurança e estabilidade. Uma boa VPN permite escolher entre diferentes protocolos, os quais oferecem diferentes proporções entre velocidade e segurança. Alguns são mais avançados e melhores que outros, portanto escolher o protocolo certo é essencial.

Aqui estão alguns dos protocolos mais comuns de uma VPN (classificados dos mais para os menos seguros):

  • OpenVPN — protocolo de código aberto conhecido por sua confiabilidade e segurança. Possuir código aberto significa que seu código é público e que qualquer pessoa pode recomendar modificações para torná-lo mais seguro. Ele é muito popular e criptografa o uso em ambas as pontas, o que significa que somente o emissor e o receptor têm a chave de criptografia. Ele também é periodicamente atualizado e aprimorado, o que aumenta a segurança.
  • WireGuard — outro protocolo de código aberto que é mais rápido que o OpenVPN e igualmente seguro. Ele é altamente recomendado para streaming, jogos e videochamadas, mas pode conter algumas vulnerabilidades não descobertas, pois ainda é relativamente novo.
  • IKEv2 — protocolo confiável que apresenta velocidades similares às do OpenVPN. Pode protegê-lo enquanto você troca de uma rede móvel para uma rede Wi-Fi, pois é muito estável. Porém, ele é menos seguro que o OpenVPN e o WireGuard, portanto é mais indicado como opção reserva.
  • SSTP — protocolo mais antigo para Windows que é similar ao OpenVPN, pois somente o emissor e o receptor podem decifrar a conexão. Boa opção para contornar firewalls, mas suas velocidades não são tão boas.
  • L2TP/IPSec — protocolo ultrapassado que é principalmente usado em smartphones. Não fornece criptografia e apresenta velocidades baixas, portanto você deve evitá-lo.

Proteção para redes Wi-Fi

Algumas VPNs oferecem proteção WiFi extra, para garantir sua segurança em redes públicas. Se você pretende usar a internet fora de casa, esse recurso é essencial. Isso significa que, mesmo quando você estiver conectado a uma rede Wi-Fi pública (em uma cafeteria, por exemplo), seus dados permanecerão seguros.

As VPNs são projetadas para proteger você em redes públicas da mesma forma que o protegem em casa, mas algumas contêm recursos adicionais que vão além. Por exemplo, algumas se conectam automaticamente quando detectam uma conexão Wi-Fi pública — ou enviam notificações sobre redes pouco seguras.

Permaneça protegido com o ExpressVPN

Dicas para escolher a melhor VPN para você

Você deve escolher uma VPN que atenda às suas necessidades online. As VPNs têm muitos usos — portanto, dependendo da situação, você pode desejar diferentes recursos. Porém, quaisquer que sejam suas necessidades específicas, você sempre deve procurar uma VPN que ofereça um suporte confiável (principalmente chat 24/7 em tempo real). Além disso, certifique-se de que a VPN seja compatível com todos os dispositivos nos quais você quer usá-la — e que permita conexões simultâneas suficientes para usá-la em todos os seus dispositivos ao mesmo tempo.

Confira abaixo para que serve VPN e os recursos mais úteis para cada uso. Você pode usar os critérios listados para refinar suas opções e escolher a melhor VPN no seu caso.

O que procurar em uma VPN para streaming

Como as séries e filmes são protegidos por diferentes acordos de licenciamento em diferentes países, o conteúdo ao qual você pode assistir varia dependendo da sua localização. Uma VPN para streaming permite contornar bloqueios geográficos e acessar plataformas de streaming que estão indisponíveis em sua região (ou libera novas bibliotecas de conteúdo disponíveis em regiões específicas).

Captura de tela do reprodutor da Netflix desbloqueado com o ExpressVPN

O ExpressVPN desbloqueou facilmente a Netflix EUA e me permitiu assistir sem interrupções

Se fazer streaming é sua prioridade, busque uma VPN com os seguintes recursos:

  • Altas velocidades — é normal que uma VPN reduza suas velocidades devido ao seu maior nível de criptografia. Porém, uma VPN para streaming deve ser capaz de produzir velocidades bem acima de 25 Mbps, que é o mínimo necessário para transmitir tranquilamente em Ultra HD. Velocidades mínimas de 5 Mbps são suficientes para transmitir em qualidade HD.
  • Ampla rede de servidores globais — você deverá usar uma VPN que disponibilize servidores na localização onde seu conteúdo desejado está disponível. Caso precise acessar suas contas da Netflix EUA ou Hulu, você precisa de uma VPN com servidores nos Estados Unidos. Se quiser acessar sua conta do BBC iPlayer, você precisará de servidores no Reino Unido. Quanto mais servidores melhor, pois isso leva a menos sobrecarga e também a melhores velocidades de streaming.
  • Compatibilidade com dispositivos de streaming — além  de funcionar com notebooks, tablets e smartphones, você deve escolher uma VPN que seja compatível com media players como Apple TV, smart TVs e Amazon FireStick. O Smart DNS é um recurso que facilita o desbloqueio de plataformas de streaming em consoles de videogame e smart TVs (pois esses dispositivos não funcionam com apps de VPN).
  • Servidores otimizados para streaming — algumas VPNs tornam ainda mais fácil encontrar servidores para streaming ao especificamente marcar e manter servidores capazes de acessar plataformas específicas de streaming. Isso é especialmente útil quando você é iniciante no mundo das VPNs ou não quer perder tempo procurando por servidores com base na localização.

Comece a transmitir com o ExpressVPN

O que procurar em uma VPN para privacidade e segurança

Uma VPN com recursos de segurança e privacidade de ponta é crucial se você realmente quer proteger sua identidade online. Sem a proteção adequada, seus dados pessoais ficam visíveis para quem quiser acessá-los, incluindo hackers e cibercriminosos.

Esses recursos também são fundamentais se você quer proteger seu anonimato, pois terceiros indesejados, como seu provedor de internet, podem facilmente ver o que você está fazendo online e coletar esses dados.

Se privacidade e segurança são suas prioridades, adquira uma VPN com os seguintes recursos:

  • Criptografia de nível militar — isso inclui criptografia AES de 128 bits ou 256 bits, que são os padrões de criptografia mais robustos. Ambos são praticamente impossíveis de ser violados e são usados pelos principais órgãos de segurança — mas a criptografia de 256 bits é a mais sólida.
  • Política antilogs (no-logs policy) — garante que suas atividades de navegação não sejam registradas pela sua VPN, protegendo ainda mais suas movimentações online. Algumas VPNs afirmam ser "antilogs”, mas comprovou-se que registravam logs no passado. Portanto, também é importante escolher VPNs com políticas antilogs que tenham sido auditadas e comprovadas como confiáveis.
  • Protocolos avançados — permitem customizar sua conexão, para que você possa aumentar ou reduzir a segurança em conformidade. Alguns dos protocolos mais seguros incluem o OpenVPN, WireGuard e IKEv2.
  • Kill switch — esse recurso impede a exposição acidental dos seus dados, caso sua VPN se desconecte repentinamente. Em outras palavras, ele é sua última linha de defesa no caso de mau funcionamento da sua VPN. E também protege sua conexão quando você troca de servidor.
  • Tecnologia de ofuscação — oculta o fato de que você está usando uma VPN ao redirecionar seu tráfego através de um servidor ofuscado. É útil para contornar firewalls que bloqueiam conexões VPN.
  • Proteção contra vazamento de DNS/IP (DNS/IP leak protection) — suas solicitações de DNS e seu endereço IP podem ser acidentalmente revelados a qualquer momento como resultado de um mau funcionamento do software VPN. Porém, uma VPN robusta impede qualquer vazamento de DNS/IP por meio de suas proteções integradas contra vazamento.
Graphic showing ExpressVPN leak test

Uma VPN segura não irá expor acidentalmente suas informações pessoais

Fique protegido com o ExpressVPN

O que procurar em uma VPN para baixar e enviar torrents

Baixar e enviar torrents é um ato arriscado, pois você compartilhará arquivos com muitos desconhecidos que podem facilmente identificar seu endereço IP através do seu software P2P utilizado. Portanto, você precisa de uma VPN especializada em torrents para ocultar seu endereço IP real, de modo que ninguém possa associar seu endereço IP a você.

Note que usar uma VPN para ocultar suas atividades de torrent não torna legal o download de conteúdo protegido por direitos autorais — você não deve violar as leis. No entanto, em alguns casos, seu provedor de internet pode sinalizá-lo mesmo que você esteja baixando arquivos legais. Nesse caso, usar uma VPN impedirá que isso aconteça.

Graphic showing CyberGhost with uTorrent

Uma VPN que permita baixar e enviar torrents manterá você protegido de ataques maliciosos

Se baixar e enviar torrents são suas prioridades, adquira uma VPN com os seguintes recursos:

  • Suporte a torrents e P2P — adquira uma VPN com servidores P2P dedicados ou uma VPN que permita compartilhamento P2P em todos os servidores. Seja como for, você deve ser capaz de baixar e enviar torrents sem quaisquer restrições em clientes P2P como uTorrent e sites como Popcorn Time.
  • Recursos de segurança robustos — incluindo criptografia de nível militar, protocolos avançados e kill switch, todos os quais protegem seus dados ao baixar e enviar torrents.
  • Velocidades confiáveis — altas velocidades de upload e download são essenciais ao baixar e enviar torrents, portanto certifique-se de que sua VPN ofereça largura de banda ilimitada e disponibilize vários servidores próximos à sua localização real para garantir velocidades de download mais altas.
  • Política antilogs (no-logs policy) — garante que seu provedor de VPN leva sua privacidade a sério e também não registra suas atividades de torrents.
  • Tunelamento dividido (split tunneling) — este é um recurso extra que algumas VPNs oferecem que permite escolher quais apps usarão a conexão VPN criptografada. Ao conectar a VPN somente ao seu software de torrent, ela poderá aumentar as velocidades, pois não irá criptografar todos os apps em seu dispositivo.
  • Recursos extras específicos para torrents — algumas VPNs incluem recursos extras que permitem aumentar suas velocidades ao baixar e enviar torrents, como redirecionamento de portas ou acesso ao proxy SOCKS5. O redirecionamento de portas permite conectar-se a uma quantidade maior de seeders para obter maiores velocidades, enquanto o SOCKS5 oculta seu IP, mas usa um nível menor de criptografia. Nenhum desses recursos é tão seguro quanto usar a conexão VPN regular, entretanto.

Baixe e envie torrents em segurança hoje

3 melhores VPNs para iniciantes em 2022

1. ExpressVPN — a melhor VPN geral para velocidade, segurança e streaming

  • Velocidades ultrarrápidas que proporcionam um streaming sem lag
  • Criptografia AES de 256 bits e política antilogs (no-logs policy) mantêm sua privacidade
  • 160 localizações de servidores em 90+ países, incluindo Brasil e Portugal
  • 5 conexões simultâneas de dispositivos
  • Desbloqueia: Netflix (EUA, Reino Unido e muitos outros catálogos), Disney+, HBO Max, Hulu, BBC iPlayer, Vudu, Globoplay e mais
  • Compatível com: Windows, Mac, iOS, Android, Linux, roteadores, Apple TV e mais
  • Aplicativos móveis e desktop disponíveis em português
  • Chat em tempo real com tradutor automático disponível em português
Oferta do ExpressVPN de Setembro 2022: apenas por tempo limitado, você pode adquirir uma assinatura do ExpressVPN com até 49% de desconto! Não perca!

O ExpressVPN é uma das VPNs mais completas disponíveis — ele é a VPN mais rápida que testei, além de ser muito fácil de usar, incluir recursos de segurança de ponta e desbloquear inúmeros sites de streaming. Conectei-me a 3 servidores nos EUA e Reino Unido para meus testes de velocidades e registrei uma velocidade média de download de 49.8 Mbps e 48.4 Mbps, respectivamente. Como são necessários apenas 25 Mbps para transmitir em Ultra HD, você pode assistir a séries sem qualquer lag e baixar arquivos grandes em poucos minutos.

Para oferecer segurança e privacidade, o ExpressVPN conta com criptografia de nível militar, kill switch, proteção contra vazamento de DNS/IP (DNS/IP leak protection) e uma política antilogs (no-logs policy) comprovada. A criptografia de nível militar torna impossível interceptar sua conexão, enquanto o kill switch e a proteção contra vazamento garantem que seus dados não sejam expostos acidentalmente. E, por cumprir estritamente uma política antilogs auditada e comprovada, ninguém pode ver o que você faz online. Para complementar, sua sede nas Ilhas Virgens Britânicas significa que ele não segue nenhuma lei de retenção de dados.

Contornar bloqueios geográficos também é simples. A rede do ExpressVPN é composta por 3.000 servidores em 94 países. Essa alta quantidade de servidores significa que há muitas opções para acessar sites restritos geograficamente a partir de qualquer lugar. Quando testei seus servidores nos EUA e Reino Unido, consegui desbloquear a Netflix EUA, Hulu e BBC iPlayer sem problemas. Precisei apenas me conectar a um servidor e acessar o site.

O único ponto negativo do ExpressVPN é que seus planos são um pouco caros quando comparados a outras VPNs, custando a partir de $6,67/mês. Porém, ele faz promoções periódicas que permitem  economizar bastante. Eu até mesmo obtive meus primeiros 2 meses grátis ao assiná-lo.

Caso não tenha certeza, você pode testar todos os recursos do ExpressVPN sem riscos, pois ele é assegurado por uma garantia de reembolso de 30 dias. Testei essa política solicitando o cancelamento da minha assinatura através do chat 24/7 em tempo real. Depois de informar que não fiquei satisfeito, eles prosseguiram com minha solicitação sem questionamentos — e recebi o reembolso integral após 4 dias úteis.

Experimente o ExpressVPN agora

2. CyberGhost — fácil de usar e ótimo para streaming

  • Velocidades ultrarrápidas
  • 9.294 servidores em 91 países (com localizações em São Paulo e Lisboa), incluindo servidores otimizados para streaming
  • 7 conexões simultâneas de dispositivos
  • Desbloqueia: Netflix (EUA, Reino Unido, Brasil e outros catálogos) Disney+, HBO Max, Hulu, BBC iPlayer, Vudu, Globo SporTV, Fox Sports e mais
  • Compatível com: Windows, Mac, iOS, Android, Linux, roteadores, Apple TV e mais
  • Apps de Windows, Mac e iOS disponíveis em português
Oferta de Setembro 2022: o CyberGhost está atualmente oferecendo 82% de desconto em seu plano mais popular! Aproveite esta oferta agora mesmo e economize mais em sua assinatura do CyberGhost.

Os servidores do CyberGhost otimizados para streaming o tornam uma das VPNs mais fáceis de usar para fazer streaming. Ele oferece servidores especializados para sites como Netflix, Hulu e Disney+, os quais são projetados para garantir fácil acesso a partir de qualquer lugar. Eles podem ser encontrados na aba "For Streaming” ("Para streaming”) no app do CyberGhost. Quando testei seus servidores para a Netflix França e BBC iPlayer, consegui desbloquear os dois sites em menos de 10 segundos em ambas as ocasiões.

Suas velocidades também são mais que suficientemente rápidas para baixar e enviar torrents grandes e fazer streaming em alta qualidade. Durante meus testes de velocidade, testei 3 servidores nos EUA e alguns servidores alemães, e minhas velocidades nunca ficaram abaixo de 45.7 Mbps durante todo o tempo (quase o dobro do necessário para transmitir em Ultra HD). Estou a mais de 10.000 km de distância de ambos os países, por isso fiquei impressionado — pois distâncias maiores geralmente resultam em velocidades menores.

Do ponto de vista da privacidade, o CyberGhost oculta suas informações pessoais por meio de criptografia AES de 256 bits e as protege adicionalmente com sua política antilogs (no-logs policy). A criptografia de nível militar codifica seus dados para torná-los ilegíveis, enquanto a política antilogs impede que seu comportamento online seja registrado. Além disso, a sede do CyberGhost está localizada na Romênia, país que apoia a privacidade e que não possui nenhuma lei de retenção de dados.

Um ponto negativo é que seus planos de curto prazo custam caro e vêm com uma garantia de reembolso reduzida (14 dias x 45 dias). Porém, os planos de longo prazo são altamente acessíveis — você pode adquirir uma assinatura por apenas $2,29/mês.

Adicionalmente, sua garantia de reembolso garante que você possa obter o reembolso completo se não ficar satisfeito com o CyberGhost. Para ver se essa política era confiável, usei o chat 24/7 em tempo real para cancelar minha assinatura, e não tive problemas. Fui questionado sobre minha experiência antes que eles aprovassem a devolução — e recebi o reembolso integral após 4 dias úteis.

Experimente o CyberGhost agora

3. Private Internet Access — ótimo para privacidade com recursos de segurança customizáveis

  • Criptografia AES de 128 ou 256 bits e protocolos avançados
  • 29.650 servidores em 84 países, incluindo Brasil e Portugal
  • 10 conexões simultâneas de dispositivos
  • Desbloqueia: Netflix, Disney+, HBO Max, Hulu, BBC iPlayer, Vudu e mais
  • Compatível com: Windows, Mac, iOS, Android, Linux, roteadores, Apple TV e mais
  • Aplicativos móveis e desktop disponíveis em português
Atualização de Setembro 2022: o PIA não costuma oferecer muitas promoções ou descontos (seu preço já é muito acessível), mas, neste momento, você pode adquirir uma nova assinatura com incríveis 82% de desconto!

Os recursos de segurança customizáveis do Private Internet Access (PIA) fazem dele uma VPN sólida para segurança e privacidade. Você pode escolher entre criptografia AES de 128 ou 256 bits e entre várias opções dos mais seguros protocolos. Isso é ótimo porque permite que você encontre o equilíbrio ideal entre velocidade e segurança. Quando testei seus servidores dos EUA no site ipleak.net, nenhum vazamento de IP foi detectado, o que significa que a proteção contra vazamento de IP/DNS (IP/DNS leak protection) do PIA funciona. Isso também o torna uma ótima opção para baixar e enviar torrents em segurança.

A Next Generation Network (Rede de Próxima Geração) do PIA é projetada para velocidade, portanto você obtém conexões velozes e confiáveis. Quando testei 4 servidores nos EUA, registrei uma velocidade média de download de 44.6 Mbps enquanto assistia à Netflix. Embora não seja tão veloz quanto o ExpressVPN, ela ainda foi mais que suficiente para transmitir em Ultra HD. Também baixei um arquivo torrent de 720 MB em menos de 5 minutos usando o servidor do Reino Unido.

Uma preocupação com o PIA era a de que sua sede fica nos EUA, país que está no centro da Aliança 14 Olhos (14-Eyes Alliance). No entanto, sua política antilogs (no-logs policy) já foi comprovada em dois processos judiciais. Nenhum dado jamais foi compartilhado (mesmo com a solicitação do governo) porque o PIA cumpre sua política antilogs, o que significa que sua privacidade está segura.

Ao analisar seu planos, descobri que o plano de longo prazo oferece o melhor custo-benefício por $2,19/mês. Também há um plano de curto prazo disponível com os mesmos recursos, mas o plano de longo prazo permite economizar mais ao longo do tempo.

Ele ainda é assegurado por uma garantia de reembolso de 30 dias, portanto você pode testar o PIA na íntegra gratuitamente. Pedi para cancelar minha conta quando finalizei meus testes. Após indicar o motivo do cancelamento, recebi o reembolso em 4 dias úteis.

Experimente o Private Internet Access agora

Como obter uma VPN nos seus dispositivos

Baixar e instalar uma VPN é um processo simples que geralmente leva menos de 3 minutos. Na maioria dos casos, basta apenas criar uma conta, baixar o app e se conectar a um servidor. Porém, o processo pode ser mais complexo em dispositivos que não oferecem suporte a apps nativos, como roteadores domésticos, consoles de videogame ou aparelhos de streaming.

Seja qual for seu dispositivo, a VPN que recomendo é o ExpressVPN porque ele oferece ampla compatibilidade. Ele funciona com inúmeros dispositivos e sistemas operacionais (e é fácil de usar em todos eles). Além disso, ele conta com o recurso especial MediaStreamer, que permite uma configuração simples em dispositivos que não suportam apps de VPNs, como consoles  de videogame e smart TVs.

Como obter uma VPN em desktops e notebooks (Windows, macOS e Linux)

  1. Escolha uma VPN. Todas as VPNs da minha lista acima são ótimas opções para qualquer atividade online, mas escolha aquela que atenda às suas necessidades.
  2. Adquira uma assinatura. Acesse o site da sua VPN e assine-a. Geralmente, os planos mais longos são os mais baratos.
  3. Baixe o app. Escolha o sistema operacional correto (Windows, Mac, Linux).
  4. Siga as instruções da instalação. Elas são simples e muito similares a outros apps.
  5. Use sua VPN. Inicialize o app, acesse sua conta e se conecte a um servidor para proteger sua privacidade, transmitir conteúdo bloqueado geograficamente e baixar e enviar torrents em segurança.

Como obter uma VPN em smartphones (Android e iOS)

  1. Escolha uma VPN. Recomendo uma que disponibilize um app leve e recursos de segurança para preservar a vida útil da bateria. O protocolo Lightway do ExpressVPN foi projetado com celulares em mente, portanto é uma opção de ponta.
  2. Adquira uma assinatura. É melhor fazer isso diretamente no site da VPN. Assinar por meio do Google Play ou da App Store podem torná-lo inelegível à garantia de reembolso (você deverá seguir a política de reembolso do Google/Apple).
  3. Acesse a loja de aplicativos. Pesquise o nome da VPN na loja de aplicativos do seu celular e baixe o app.
  4. Instale a VPN. Isso geralmente ocorre de forma automática, mas você talvez precise tocar em algumas telas para permitir que a VPN altere suas configurações de rede.
  5. Use sua VPN. Abra o app, faça login usando as credenciais obtidas durante a assinatura e se conecte a um servidor para proteger seu dispositivo iPhone ou Android.

Como obter uma VPN no seu roteador doméstico

Instalar uma VPN no seu roteador doméstico acaba conectando à VPN todos os dispositivos que estão conectados nessa rede. Isso inclui até mesmo dispositivos que não contam com uma VPN instalada, como smart TVs, dispositivos de streaming ou consoles PlayStation e Xbox.

Se você pretende fazer isso, certifique-se de que seu roteador seja compatível com VPNs (a maioria dos modelos da ASUS, Linksys e Netgear é compatível, mas há outras marcas que funciona,). Cada combinação de VPN e roteador possuirá diferentes instruções de instalação, mas você geralmente pode encontrá-las em detalhes no site do seu provedor de VPN.

Aqui está um guia geral:

  1. Adquira uma VPN e um roteador compatível com VPNs. Se você tem certeza de que quer instalar uma VPN no seu roteador, escolha uma VPN que ofereça um app nativo para roteadores. Ele torna muito mais fácil usar e configurar a VPN após a instalação.
  2. Baixe o firmware da VPN para roteador. Ele normalmente estará disponível no painel da página da sua conta da VPN. Cada VPN contém guias detalhados que mostram como baixar e instalar o firmware.
  3. Instale o firmware. Certifique-se de que seu roteador esteja conectado à internet e abra a página de configurações do roteador digitando "192.168.1.1” na barra de busca do navegador. Deve haver uma opção denominada "Atualizar firmware”. Basta fazer o upload do firmware que você baixou, seguir as instruções e pronto.

A maioria das VPNs também oferece roteadores com o software da VPN pré-instalado — portanto, caso queira pular a etapa de configuração (e tenha dinheiro sobrando), você pode simplesmente adquirir um desses. Além disso, algumas VPNs são mais fáceis de usar em roteadores do que outras. O ExpressVPN oferece um app nativo para roteadores que facilita para trocar de servidor e alterar as configurações. Muitas outras VPNs exigem configurações e trocas de servidores manuais (e não oferecem tantos recursos quanto seus apps de VPN).

Experimente o ExpressVPN hoje

Como configurar uma VPN e usá-la

Após instalar uma VPN no seu dispositivo, não é preciso fazer muito mais além de encontrar um servidor e se conectar a ele. Porém, alguns servidores são melhores que outros dependendo das suas necessidades — portanto, é importante saber como encontrar o servidor certo.

Você também pode customizar suas configurações de segurança para melhorar sua experiência, mas isso não costuma ser necessário. A maioria das VPNs vem com configurações predefinidas que protegem sua conexão automaticamente.

Como escolher o servidor VPN certo

Nem todos os servidores são iguais, pois alguns são mais adequados que outros para determinadas atividades. Confira alguns exemplos para ajudá-lo a escolher o melhor servidor VPN dependendo da sua atividade online:

  • Para segurança e privacidade: qualquer servidor oferecerá o mesmo nível de proteção à sua privacidade e segurança. Portanto, a melhor opção é escolher o servidor VPN mais próximo à sua localização a fim de maximizar a velocidade e o desempenho.
  • Para streaming: se você está tentando desbloquear um site de streaming, deverá se conectar a um servidor que esteja em um país licenciado em relação ao seu site. Por exemplo, um servidor norte-americano é necessário para a Netflix EUA. Algumas VPNs oferecem servidores otimizados para streaming, como o CyberGhost, portanto você deve usá-los se possível. Também é melhor se conectar a um servidor próximo se possível, pois distâncias menores produzem maiores velocidades para transmissões aprimoradas.
  • Para baixar e enviar torrents: escolha um servidor com P2P habilitado para conseguir baixar torrents. Outra opção é usar um servidor P2P otimizado, o qual é especificamente usado para baixar e enviar torrents. Assim como no caso do streaming, você deve escolher um servidor próximo para obter as maiores velocidades de download. Ou, caso se preocupe com sua privacidade, conecte-se a um servidor em um país que apoie a privacidade, como a Suíça.
  • Para contornar firewalls: selecione um servidor ofuscado, o qual usa um algoritmo especial para contornar firewalls e restrições. Esse algoritmo codifica seus dados para ocultar o fato de que você está usando uma VPN, portanto até mesmo esse fato é camuflado. Esses servidores costumam ser denominados "stealth” ("furtivos”) e geralmente devem ser habilitados nas configurações de segurança da VPN.

Como ajustar as configurações da VPN

Geralmente não é preciso ajustar as configurações da sua VPN, pois elas vêm pré-configuradas na maioria dos casos. Porém, caso queira customizar e aprimorar sua conexão, vale a pena considerar fazê-lo. Estas são algumas configurações de segurança comuns que estão disponíveis na maioria das VPNs:

  • Kill switch — a última linha de defesa que desconecta você da internet, caso sua VPN não esteja conectada, impedindo vazamentos acidentais. É especialmente útil ao trocar de rede ou durante o uso de rede Wi-Fi públicas. Geralmente vem habilitado por padrão, mas algumas VPNs requerem que você o ative manualmente.
  • Protocolos — conjuntos de processos que geram um caminho seguro entre seu dispositivo e o servidor VPN. A maioria das VPNs disponibiliza vários protocolos à sua escolha, todos diferentes em termos de velocidade e segurança.
  • Tunelamento dividido (split tunneling) — recurso capaz de ajudar com as velocidades e o desempenho do dispositivo, permite escolher qual tráfego passará pela sua VPN, e qual ficará de fora. Por exemplo, você pode configurar a VPN para criptografar apenas seu tráfego no BitTorrent e usar sua conexão local para todo o restante.
  • Bloqueadores de malware/tracking/anúncios — utilizados para bloquear anúncios em sites e apps, além de domínios conhecidos por conter trackers. Também podem detectar arquivos infectados com malware e o alertam se você tentar baixar algum.

Caso precise de ajuda para customizar suas configurações, você pode conferir a seção de ajuda da sua VPN ou fazer uma pergunta diretamente a eles. A maioria das VPNs disponibiliza em seus sites tutoriais e guias passo a passo para alterar suas configurações.

Experimente a melhor VPN hoje

Há alguma desvantagem ao usar uma VPN?

Primeiramente, saiba que os benefícios de usar uma VPN superam em larga medida quaisquer potenciais desvantagens. No entanto, há alguns aspectos que você deve conhecer antes de se conectar a um servidor VPN.

  • Ela pode reduzir suas velocidades — algumas VPNs reduzem suas velocidades de internet em um grau maior que outras, mas as melhores não causarão nenhuma diferença perceptível. Isso acontece porque seus dados precisam ser criptografados e redirecionados até o servidor VPN.
  • Algumas VPNs podem comprometer sua privacidade — as VPNs grátis são especialmente culpadas disso, mas até mesmo algumas VPNs pagas foram flagradas mentindo sobre serem VPNs "antilogs”. É melhor escolher uma VPN que cumpra uma rigorosa política antilogs (no-logs policy) que tenha sido independentemente auditada por firmas de segurança.
  • As VPNs custam dinheiro — não é segredo que as VPNs são serviços por assinatura que cobram tarifas contínuas. Porém, a maioria das VPNs custa poucos dólares por mês, portanto são bastante acessíveis. Além disso, elas geralmente oferecem garantias de reembolso que permitem testar o serviço primeiro e receber o reembolso dentro de um período específico. Dessa forma, você não precisa se comprometer com uma assinatura até ter certeza de que está satisfeito com o serviço.
  • As VPNs de má qualidade oferecem servidores e endereços IP limitados — algumas VPNs disponibilizam redes de servidores pequenas ou infraestruturas desatualizadas. Se uma VPN não tem os meios para atualizar seus IPs e servidores, ela provavelmente reduzirá suas velocidades em grande medida e não conseguirá acessar muitos conteúdos de streaming. VPNs como o ExpressVPN atualizam constantemente suas redes. Digamos que a Netflix bloqueie um dos IPs da VPN e pare de funcionar — em poucos dias, o ExpressVPN irá substituir esse IP por outro que funcione.
  • Alguns países restringem ou banem VPNs — países específicos como China, Rússia e Irã restringem ou proíbem as VPNs, portanto você pode enfrentar problemas se usá-las nessas regiões. Caso pretenda ir para um desses países como turista, você deve baixar e instalar uma VPN antes de viajar. Alguns sites de VPNs são banidos em países como a China, portanto é melhor consultar as leis locais mais recentes a respeito do uso de VPNs antes de usar uma delas no país.

Experimente o ExpressVPN sem riscos

FAQs sobre VPNs

As VPNs são realmente necessárias? Vale a pena usar uma VPN?

Se você se preocupa com sua segurança e privacidade online, as VPNs definitivamente valem a pena. Como uma VPN criptografa sua conexão e oculta seu endereço IP, ela protege dados confidenciais e impede que terceiros monitorem suas atividades online. Além disso, elas podem contornar bloqueios geográficos redirecionando seu tráfego através de um servidor privado em outro país, o que também oculta sua localização real.

Porém, nem toda VPN é segura, portanto você deve adquirir uma VPN que conte com uma rigorosa política antilogs (no-logs policy). Isso impede que suas atividades online sejam registradas e coletadas. Também recomendo escolher uma VPN que esteja sediada em uma jurisdição que apoie a privacidade. Por exemplo, o ExpressVPN está localizado nas Ilhas Virgens Britânicas, e o CyberGhost, na Romênia — os dois países não têm leis de retenção de dados, portanto as VPNs não precisam cumprir nenhuma legislação que possa obrigá-las a armazenar seus dados.

Em quais dispositivos posso usar uma VPN?

Você pode usar uma VPN na maioria dos dispositivos Wi-Fi, incluindo:

  • Mac
  • Windows
  • iPhone
  • Android
  • Linux
  • Smart TVs
  • Roku
  • Amazon Fire Stick
  • Apple TV
  • Xbox
  • PlayStation
  • Kodi

Se seu dispositivo é capaz de executar apps de VPN, como um PC ou smartphone, então você pode simplesmente instalar o app diretamente. O processo leva no máximo alguns minutos e permite que você se conecte a um servidor com um clique. Também não é necessário conhecimento técnico. A maioria das VPNs ainda permitirá usá-los em vários dispositivos ao mesmo tempo com uma única assinatura, independentemente do sistema operacional. Geralmente, você pode conectar de 5 a 10 dispositivos, dependendo da VPN.

Caso esteja usando um dispositivo que não ofereça suporte a apps de VPN, você pode instalar uma VPN no seu roteador doméstico ou criar um hotspot VPN no seu computador pessoal. Configurar a instalação de uma VPN em um roteador leva algum tempo, embora proteja todos os dispositivos conectados. Usar seu computador como um hotspot VPN também protege quaisquer dispositivos que estejam conectados, além de custar menos e talvez ser mais fácil de configurar. Porém, esse método pode reduzir suas velocidades devido às várias conexões simultâneas de dispositivos — e você precisará manter seu computador ligado de forma permanente.

Uma VPN é capaz de contornar sites bloqueados?

Sim, você pode fazer com que uma VPN acesse sites bloqueados a partir de qualquer lugar. Quer o site esteja indisponível devido a um firewall, restrições de rede ou restrições geográficas, uma VPN confiável será capaz de contornar o bloqueio e permitir seu acesso. Em todos os casos, a capacidade da VPN de criptografar seu tráfego e ocultar seu IP é o que garante o êxito da operação. Algumas VPNs até mesmo oferecem recursos stealth (ofuscação) especiais que são projetados para contornar especificamente até mesmo os firewalls e restrições de rede mais robustos.

Um dos motivos mais populares para usar uma VPN é acessar diferentes conteúdos de streaming na Netflix, por exemplo. Como as séries e filmes disponíveis variam de acordo com a região, uma VPN pode alterar sua localização virtual e disponibilizar conteúdos que geralmente não estão liberados para você. Além disso, ela acessa plataformas de streaming (e sites) disponíveis apenas em países específicos. O Hulu está disponível somente nos EUA, mas conectar sua VPN a um servidor norte-americano poderá garantir seu acesso a ele, mesmo que você não esteja atualmente localizado nesse país.

Devo adquirir uma VPN grátis ou pagar por uma?

Embora uma VPN grátis possa parecer um boa ideia, elas podem ser perigosas e vir com limitações que não estão presentes nas VPNs pagas. Diferentemente de uma VPN grátis, as VPNs pagas não impõem restrições como limites de dados ou velocidade. Além disso, as VPNs grátis costumam disponibiliza redes menores de servidores com baixas velocidades devido à sobrecarga. E geralmente carecem dos recursos avançados de segurança que as VPNs pagas fornecem.

As VPNs pagas costumam ser bem acessíveis e contam com garantias de reembolso, portanto você pode reaver seu dinheiro facilmente (normalmente em até 30 dias após a compra). Por alguns dólares por mês, você obtém altas velocidades, recursos robustos de segurança e privacidade, e amplas redes de servidores que nenhuma VPN grátis oferece.

É legal usar uma VPN?

As VPNs são legais na maioria dos países, mas há exceções. Países com leis rígidas de censura, como China, Rússia e Irã, baniram ou restringiram as VPNs. Eles normalmente permitem apenas o uso de VPNs aprovadas pelo governo, as quais não protegem sua privacidade porque você ainda pode ser rastreado se usá-las.

Se você for viajar para um desses países, é melhor baixar uma VPN confiável antes de chegar ao seu destino. Países como a China banem sites de VPNs para que não seja possível adquirir uma VPN enquanto você estiver neles. Caso pretenda usar uma VPN em um país onde haja forte censura na internet, recomendo que primeiro consulte as leis locais mais recentes para que não as viole acidentalmente.

Devo adquirir um roteador VPN?

Você deve adquirir um roteador VPN porque ele é a melhor maneira de proteger todos os dispositivos em sua rede domésticas. Isso significa que não é preciso instalar uma VPN em cada dispositivo e se conectar separadamente. Você pode instalar uma VPN no seu roteador atual (caso ele seja compatível) ou comprar um roteador com a VPN pré-instalada.

Os roteadores VPN são especialmente úteis se você usa dispositivos que não rodam apps de VPN, como consoles de videogame e smart TVs. Porém, são necessárias algumas configurações ao instalar uma VPN no seu roteador. Cada roteador e VPN apresentará métodos de configuração diferentes, mas o provedor de VPN geralmente disponibiliza essas instruções no site oficial, o que torna o processo muito mais fácil.

Caso queira trocar de servidor, você geralmente precisará fazê-lo manualmente no firmware do roteador. Porém, algumas VPNs (como o ExpressVPN) oferecem apps nativos que permitem trocar de servidor mais facilmente.

Posso usar uma VPN com o Tor?

Sim, você pode usar uma VPN com o Tor, e é simples fazê-lo. Basta apenas se conectar à sua VPN, abrir o navegador Tor e começar a usá-lo normalmente. O benefício de combinar ambos é o maior nível de privacidade, pois a VPN impede que o primeiro servidor do Tor (o nó de entrada) veja seu endereço IP real. Porém, saiba que usar uma VPN com o Tor costuma produzir mais lentidão que usar o Tor sem uma VPN. Isso porque a VPN aumenta o grau de criptografia, o que reduz as velocidades.

Uma VPN é diferente de um servidor proxy?

As VPNs são diferentes dos servidores proxy porque usam criptografia de nível militar, algo que os servidores proxy geralmente não fazem. Ambos podem ser usados para contornar bloqueios geográficos, pois seu IP será alterado, mas somente uma VPN irá criptografar seus dados e manter você protegido sob uma política antilogs (no-logs policy). Isso significa que ninguém pode ver o que você faz online, incluindo seu provedor de internet. Em contraste, um servidor proxy irá ocultar seu endereço IP, mas não fornecerá uma criptografia robusta. Os proxies também costumam funcionar somente no seu navegador de internet, enquanto uma VPN protege todos os apps do seu dispositivo que fizerem uso da internet.

Experimente o ExpressVPN sem riscos

Proteja sua privacidade online hoje mesmo

À medida que a internet se torna mais prevalente em nossas vidas, a necessidade de medidas adequadas de segurança e privacidade continua a crescer. Uma VPN é uma das formas mais confiáveis e econômicas de proteger seus dados pessoais e sua privacidade online. Elas também podem acessar sites bloqueados, evitar a limitação de largura de banda e manter você protegido ao baixar e enviar torrents.

Das 150 VPNs que minha equipe e eu testamos regularmente, o ExpressVPN é a melhor opção, seja você iniciante no mundo das VPNs ou não. Ele é intuitivo, está disponível em português, ultrarrápido e uma das VPNs mais confiáveis que já testei. E, graças à sua garantia de reembolso de 30 dias, você pode testar o ExpressVPN sem qualquer risco. Caso não fique satisfeito, você pode obter o reembolso integral.

Para resumir, as 3 melhores VPNs para iniciantes são…

Posição
Provedor
Nossa pontuação
Preço
Visitar site
1
medal
9.8 /10
$6.67/
mês
Economize 49%!
2
9.8 /10
$2.29/
mês
Economize 83%!
3
9.6 /10
$2.19/
mês
Economize 82%!
Alerta de privacidade!

Seus dados estão sendo expostos aos sites que você visita!

Seu endereço IP:

Sua localização:

Seu provedor de Internet:

As informações acima podem ser usadas para rastreá-lo, direcionar anúncios para você e monitorar o que você faz online.

As VPNs podem ajudá-lo a ocultar essas informações dos sites para que você esteja protegido o tempo todo. Recomendamos a ExpressVPN — a VPN nº 1 entre mais de 350 provedores que testamos. Ela possui criptografia de nível militar e recursos de privacidade que vão garantir sua segurança digital, e mais — ela está oferecendo atualmente 49% de desconto.

Visite a ExpressVPN

Sobre o autor

Adriano é fã de tecnologia e graduado pela Universidade Católica de Santos. Ele acredita que a privacidade online é fundamental para quem quer desfrutar a verdadeira liberdade na internet.

Gostou desse artigo? Avalie!
Eu detestei Eu não gostei Achei razoável Muito bom! Eu adorei!
de 10 - votado por usuários
Obrigado pelo seu feedback.
Comentar O comentário deve ter de 5 a 2.500 caracteres.