Política de privacidade para sites – Modelo gratuito

Tabela de conteúdos

Poucos empreendedores consideram as questões de Política de Privacidade Online quando constroem seus sites. No entanto, como muitos especialistas em segurança vão lhe dizer, essas políticas fornecem as garantias necessárias para a empresa e seus usuários. Portanto, neste artigo, vamos detalhar os elementos de uma política de privacidade bem-sucedida e fornecer a linguagem do template grátis para usar na parte inferior da página para que você possa começar a construir seu próprio acordo.

Poucos empreendedores consideram as questões de Política de Privacidade Online quando constroem seus sites. No entanto, com as leis do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) sendo aprovadas na UE, isso terá que mudar se eles esperam fazer negócios lá.

Neste artigo, vamos detalhar os elementos de uma política de privacidade bem-sucedida e fornecer um modelo grátis e em conformidade com a RGPD para usar na parte inferior da página para que você possa começar a construir seu próprio acordo.

Os Princípios da Política de Privacidade Online

Primeiro, vamos dar uma olhada em algumas informações básicas sobre a política de privacidade online de um site.

Que tipo de site precisa de uma política de privacidade?

Qualquer site ou serviço que coleta dados de usuários, rastreia usuários ou que exibe anúncios precisa de uma política de privacidade. Se a empresa está localizada na UE ou planeja fazer negócios com cidadãos da UE, eles terão que garantir que sua política de privacidade esteja de acordo com os padrões RGPD.

Por que essas políticas são necessárias?

Sua política de privacidade online explica para os usuários:

  • Quais informações você coleta
  • Como você coleta as informações
  • Como você armazena e protege as informações

Existe uma diferença entre os tipos de informações coletadas?

Sim. A maioria das políticas separa as informações pessoalmente identificáveis ​​de dados não privados.

O Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) define informação pessoal identificável como:

“Qualquer informação sobre um indivíduo mantida por uma agência, incluindo (1) qualquer informação que possa ser utilizada para distinguir ou rastrear a identidade de um indivíduo, tais como nome, número de segurança social, data e local de nascimento, nome de solteira da mãe ou registros biométricos; e (2) qualquer outra informação que esteja ligada ou seja ligável a um indivíduo, tais como médica, educacional, financeira e informação empregatícia.”

Os dados não privados são definidos como:

“Informações que podem corresponder a uma pessoa em particular, conta ou perfil, mas não é suficiente para identificar, contatar ou localizar a pessoa a quem essa informação pertence.”

Os exemplos incluem:

  • Tipo de navegador
  • Detalhes de plug-in do navegador
  • Fuso horário local
  • Data e hora de cada solicitação do visitante (ou seja, chegada ou saída de cada página Web)
  • Preferência de idiomas
  • Sites de referência
  • Tipo de dispositivo (ou seja, computador de mesa, notebook ou smartphone)
  • Tamanho da tela, profundidade de cor de tela e fontes do sistema

Muitos usuários preocupados com o compartilhamento desta informações não privadas usam extensões de navegador para ocultar sua disponibilidade.  Além disso, as redes VPNs ajudam a evitar o compartilhamento de determinados tipos de dados não privados. Por exemplo, uma rede VPN pode ocultar o tempo da visita ao site, bem como o fuso horário local do usuário. Se estiver interessado em saber mais sobre como as VPNs funcionam, clique aqui.

Há consequências legais se eu não publicar uma política de privacidade?

Sim. A coleta de dados sem detalhar a atividade para os usuários é punível por lei. Você também está em risco se violar os termos de sua política através da coleta de mais do que você indica ou se alterar a coleta/uso de dados sem atualizar a política.

Os sites que não estiverem em conformidade com a GDPR podem receber multas de até 20 milhões de euros ou 4% de sua receita global.

Política de Privacidade Online – Modelos grátis para usar

Devido à sua extensão e complexidade, a maioria das políticas de privacidade online não é lida. Na verdade, um estudo constatou que elas são tão complicadas que uma pessoa levaria em média cerca de 30 dias integrais de trabalho para realmente ler as políticas de privacidade dos sites que visita em um ano.

Uma das mudanças que os proprietários da Web precisam fazer para manter sua política de privacidade em conformidade com a RGPD é encurtar a sua política de privacidade, tornando-a concisa e fácil de entender.

Complexas como elas podem ser, também são direcionadas às maiores preocupações dos usuários relacionadas com a Internet: segurança dos dados, proteção de fraude e privacidade pessoal. E uma vez que os consumidores online estão se tornando mais conscientes das questões de privacidade, cabe ao proprietário de site tornar a política de privacidade online o mais clara e concisa possível. Na análise a seguir, detalhamos as seções mais importantes desses acordos e oferecemos a linguagem modelo grátis para usar que não usa o juridiquês.

Ponto nº 1: coleta de informações

Todas as políticas devem descrever explicitamente as informações que o site coleta e os seus métodos de coleta e o que acontecerá com os dados coletados.

Ponto nº 2: use das informações

Após detalhar a coleta de informações, as políticas, em seguida, descrevem como os proprietários de sites a usam. O Facebook teve problemas com essa mensagem quando procurou atualizar sua política de privacidade em 2013. A empresa queria adicionar linguagem à sua política para que pudesse usar dados pessoais dos seus membros, incluindo crianças menores de 18 anos, para fins publicitários.

O Facebook acabou abandonando essa linguagem quando os grupos de vigilância chamaram a atenção da Comissão Federal de Comércio. Em 2014, o Facebook lançou uma versão simples em Inglês de sua política de privacidade, que cortou o juridiquês em dois terços.

Empresas – e seus sites – que levam a sério a segurança dos dados:

  • Nunca vendem informações pessoais para terceiros.
  • Tornam anônimos e/ou criptografam os dados para se protegerem contra violações.
  • Armazenam os dados apenas por um curto período de tempo.

Ponto nº 3: considerações de e-commerce

Para sites de e-commerce, a política deve detalhar as garantias das informações financeiras privadas do usuário coletadas para processar transações. Isso inclui números de cartão de crédito, números de segurança social, ou informações de conta bancária.

Ponto nº 4: divulgações de informações de terceiros

Deve haver uma linguagem clara sobre o(s) relacionamento(s) do site com terceiros. Idealmente, o site não vai vender ou compartilhar informações de identificação pessoal a menos que haja uma razão juridicamente convincente. Ele também deve detalhar o que sua empresa faz com dados não privados.

Ponto nº 5: segurança e rastreamento das informações

As melhores políticas de privacidade de hoje destacam sua segurança da informação e detalham o uso de cookies.

A GoGoogle suportou os problemas de política de privacidade nos últimos anos graças às suas divulgações de cookie. O Gabinete do Comissário de Informação do Reino Unido obrigou a gigante da Internet a incluir informações sobre quem pode coletar “identificadores anônimos” – que são semelhantes aos cookies – e os fins para os quais a empresa colocou esses dados.

Ponto nº 6: métodos para cancelar subscrição

Todas as políticas de privacidade online devem indicar como um cliente pode cancelar a assinatura de comunicações indesejadas.

Ponto nº 7: consentimento

A política de privacidade online padrão afirma que os usuários concordam com a política simplesmente usando o site. Além disso, a política deve explicar os direitos do indivíduo, como enviar uma solicitação para excluir ou alterar alguns dos dados e/ou ver os dados coletados sobre eles.

Clique aqui para obter um modelo que você pode usar.

Resumo: sua Política de Privacidade online aumenta a confiança do usuário

Sua política de privacidade oferece proteções valiosas para sua empresa e seus usuários. Acima de tudo, cria-se um nível elevado de confiança. Ao apresentar políticas diretas em inglês simples que descrevem proteções concretas, o site vai ter uma vantagem sobre os concorrentes com políticas confusas e complexas.

O idioma do modelo fornecido neste artigo deve ser apenas um ponto de partida. Todos os sites têm diferentes métodos e intenções, e as melhores políticas de privacidade refletem um alto nível de personalização. Para garantir a eficácia de sua política, consulte com os advogados da privacidade e pesquise outras políticas de empresas similares à sua. Acima de tudo, continue consultando o www.vpnmentor.com para obter mais informações sobre a linguagem da política e as questões de privacidade.

Isto foi útil? Compartilhe.