7 perigos ocultos de usar VPNs grátis em 2018

Todo mundo gosta de coisas gratuitas; portanto, não admira que algumas das VPNs mais populares sejam aquelas que se divulgam como grátis.

Infelizmente, não existe nada sem custos, e as VPNs grátis não são diferentes. Você talvez não pague em dinheiro, mas, ao usar uma VPN grátis, algum preço será cobrado e deverá ser pago no final.

Alguns desses custos são apenas inconvenientes, mas outros são totalmente perigosos.

Abaixo, vamos conferir as potenciais armadilhas ao baixar uma VPN grátis, para que você possa tomar decisões mais inteligentes e fundamentadas em relação à VPN ideal para seu caso.

Como você poderá ver, as VPNs grátis não apenas fracassarão em lhe garantir acesso a sites bloqueados geograficamente, como também comprometerão sua segurança e privacidade – ironicamente, fazendo o exato oposto do que você deseja que sua VPN faça.

Você realmente paga por sua VPN grátis – mas não da forma como pensa

Confira algumas das desvantagens em usar uma VPN grátis:

1.Elas comprometem sua segurança

Um dos principais objetivos de uma VPN é proteger você contra hackers. Portanto, é mais do que alarmante descobrir que existem VPNs capazes de efetivamente comprometer sua segurança.

Infelizmente, esse foi o caso quando um estudo com 283 VPNs revelou que, entre outros provedores grátis, Betternet, SuperVPN e CrossVPN continham malware. De fato, 38% das VPNs do estudo apresentaram sinais de estar infectados.

Imagem: VPNs grátis têm muito mais probabilidade de conter malware do que VPNs pagas. Um ranking AV com valor maior que 2 é considerado um indicador confiável de que há malware em uma aplicação.

A maioria dos malwares está relacionada a publicidade – o que faz sentido, considerando-se que as VPNs grátis não contam com a fonte óbvia de receitas que as VPNs pagas possuem. Esse também é o motivo pelo qual uma VPN que restrinja os dados que você pode usar tem menores chances de ser perigosa que uma concorrente que prometa um produto grátis sem nenhuma pegadinha óbvia.

A VPN grátis Hola também está assolada por problemas de segurança. Além de uma grande fraude de botnet, o fato de eles encapsularem tráfego através dos computadores de seus usuários (em vez de por meio de seus próprios servidores) significa que outra pessoa poderia usar seu endereço IP para realizar atividades ilegais ou inescrupulosas.

2. Elas rastreiam sua atividade online

Em nossa opinião, esta é a pior infração que uma VPN pode cometer – e, perturbadoramente, trata-se da mais comum delas.

Um dos motivos principais pelo qual você usa uma VPN é proteger sua privacidade durante sua navegação pela internet. Portanto, é extremamente irônico que o estudo mencionado acima também tenha descoberto que 72% das VPNs grátis possuem rastreadores externos embutidos.

Imagem: somente 28% das VPNs estavam livres de rastreadores externos – o que significa que 72% delas estão coletando dados sobre sua atividade online.

Esses rastreadores são usados para coletar dados sobre sua atividade online, normalmente para que os anunciantes possam lhe exibir anúncios segmentados.

Portanto, basicamente, em vez de lhe fornecer privacidade, as VPNs estão fazendo exatamente o oposto, coletando suas informações e as vendendo a quem pagar mais.

Embora algumas VPNs ocultem o fato de que vendem seus dados, outras admitem o fato em suas próprias políticas de privacidade. Por exemplo:

Trecho da política de privacidade do Psiphon:

Imagem: a VPN grátis Psiphon afirma explicitamente que “Nós ocasionalmente usamos anúncios para oferecer suporte ao nosso serviço, o qual pode usar tecnologias como cookies e web beacons. O uso de cookies pelos nossos parceiros publicitários permite que eles e seus parceiros veiculem anúncios com base nos seus dados de uso.”

Trecho da política do Hoxx:

Imagem: segundo a política de privacidade da VPN grátis Hoxx, “Ao usar os serviços, você reconhece, consente e concorda que podemos coletar, processar e usar suas informações fornecidas, e que essas informações poderão ser usadas somente por nós e por terceiros…”

Notavelmente, descobriu-se que as VPNs pagas contam com menos rastreadores, não apenas quando comparadas às VPNs grátis, mas também aos outros apps em geral. Isso significa que, na maioria dos casos, quando adquire um plano premium, você realmente recebe a privacidade pela qual está pagando. 

3. Elas não desbloqueiam o Netflix

Atualmente, não existe nenhuma VPN grátis que seja capaz de desbloquear o Netflix de forma eficaz.

Sim, é possível ocasionalmente conseguir assistir ao Netflix com o uso do Tunnelbear, mas isso está longe de garantir que irá funcionar. É bem mais provável que você receba uma mensagem de erro.

Imagem: mensagem de erro que os usuários de VPNs grátis normalmente recebem quando tentam contornar o bloqueio geográfico do Netflix.

Além disso, o pacote grátis do Tunnelbear é limitado a 500 MB por mês, insuficiente para que você assista sequer a um filme inteiro.

Da mesma forma, o ProtonVPN pode desbloquear o Netflix usando servidores particulares, mas, como ele deliberadamente reduz a velocidade da sua internet, você provavelmente ficará maluco com a bufferização antes mesmo de concluir um único episódio de Orange is the New Black.

O Windscribe e o Hotspot Shield oferecem acesso ao Netflix, mas somente àqueles que adquirirem uma assinatura paga.

É inconveniente, mas você recebe por aquilo que paga. Contornar o bloqueio do Netflix exige muitos recursos e dedicação, e os provedores de VPN simplesmente não estão dispostos a conceder isso de graça.

4. Elas limitam a quantidade de dados que você pode usar

Conforme mencionado acima, algumas das melhores VPNs grátis limitam a quantidade de dados permitidos para suas contas gratuitas. Elas fazem isso para tentar fazer com que você as experimente. Porém, você logo perceberá que, para realmente obter o serviço que precisa, deverá fazer o upgrade para um plano pago. Essa é uma tática bastante inteligente, na verdade.

Além do Tunnelbear, este modelo também é usado pelo Hide.me, que restringe os dados a até 2 GB.

Imagem: o Hide.me não apenas limita seus dados. Ele também limita sua banda e oferece menos localizações de servidores, protocolos e conexões simultâneas em comparação com o que os clientes pagantes recebem.

5. Elas reduzem a velocidade da sua internet

Sofrer com a velocidade reduzida da sua internet é um problema que você enfrentará com muitas VPNs de menor qualidade. Entretanto, o fato de que sua VPN reduza sua velocidade de propósito é particularmente insuportável.

Essa é a estratégia do ProtonVPN. Embora o ProtonVPN ofereça excelente segurança, com o objetivo de incentivar seus usuários grátis a fazer o upgrade para o plano pago, eles não os priorizam quanto seus assinantes pagantes – o que significa que sua velocidade na internet frequentemente será reduzida a um ritmo de tartaruga.

Imagem: pelo menos, o ProtonVPN é sincero sobre o fato de reduzir a velocidade da internet dos usuários grátis.

Outras formas pelas quais as VPNs grátis reduzem a velocidade da sua internet incluem a exibição de anúncios (veja abaixo) e a restrição da sua banda.

6. Elas o bombardeiam com anúncios

O motivo de algumas VPNs grátis seguirem essa abordagem é bastante óbvio. Como seus usuários não estão pagando assinaturas mensais, as empresas precisam de outra forma de ganhar dinheiro.

O Betternet é um provedor que emprega esse modelo. Embora eles afirmem no site que não exibem anúncios irritantes, na verdade, os anúncios aparecem sempre que você se conecta.

Imagem: Betternet afirma que não exibe anúncios.

Imagem: na verdade, os usuários visualizam anúncios toda vez que ativam a VPN.

Da mesma forma, o app grátis do Hotspot Shield está repleto de anúncios, um problema que gerou muitas reclamações entre nossos leitores.

Os anúncios não são apenas irritantes, como também podem reduzir a velocidade da sua internet ou direcioná-lo a sites maliciosos.

Além disso, como os anunciantes gostam de segmentar usuários específicos, a aparência dos anúncios levanta suspeitas em relação à privacidade do usuário. Em outras palavras, caso sua VPN esteja exibindo anúncios, ela provavelmente também está compartilhando dados com terceiros sobre sua atividade online.

7. Elas vendem sua banda

Além de exibir anúncios, a VPN Hola encontrou outra forma de ganhar dinheiro com seus usuários grátis: ela permite que os usuários pagos usem o poder de processamento do seu próprio dispositivo – basicamente vendendo sua banda e lucrando em cima disso.

Eles afirmam isso no site, embora enfeitem o ato de modo a torná-lo mais positivo:

Imagem: segundo o site do Hola, “O Hola gera receitas através da venda de uma versão comercial do serviço Hola VPN às empresas (por meio da nossa marca Luminati). Isso é o que nos permite manter o Hola grátis para nossos usuários de PC e Mac. Os usuários que desejam usar a rede do Hola sem contribuir com seus recursos ociosos poderá fazê-lo ao adquirir o serviço premium do Hola por US$ 5 mensais (ou US$ 45 por ano).”

Porém, o que eles não mencionam é que a Luminati é conhecida por ter sido usada em pelo menos um ataque de botnet.

Ataque de botnet é quando uma grande quantidade de computadores individuais é infectada com um malware que lhes permite ser explorados em conjunto na realização de um ataque. Em outros termos, todos os computadores da rede do Hola (ou seja, todos aqueles pertencentes aos usuários grátis) foram controlados por cibercriminosos.

E nós sequer temos certeza de que esse tenha sido um incidente único. Atualmente, não há procedimentos em vigor para monitorar como os usuários da Luminati exploram a rede, o que a torna uma ferramenta perfeita para cibercriminosos.

Em resumo, ao usar o serviço de VPN grátis do Hola, você não apenas permite que a empresa venda o poder de processamento do seu computador, como está potencialmente permitindo que ele seja usado para fins desonestos.

Não é preciso pagar altos valores para poder contar com uma boa VPN

Felizmente, nem todos os serviços premium são caros. Por exemplo, o NordVPN – uma das VPNs mais populares do mercado – possui preços realmente competitivos e oferece descontos regularmente.

Por outro lado, você pode conferir estes VPNs de primeira categoria. Todos eles permitem contornar bloqueios geográficos, oferecem altas velocidades e proporcionam a segurança e a privacidade que você deseja em sua VPN.

Classificação Nossa pontuação Classificação do usuário
Escolha do Editor 5.0
Ler análise
2 4.9
Ler análise
3 4.8
Ler análise
4 4.7
Ler análise
5 4.7
Ler análise

Isto foi útil? Compartilhe.
Compartilhe no Facebook
Tweet isso
Oferta de novembro 2018

NÃO PERCA!

Ótima oferta para novembro. Válidas agora!

$ 11.95
$ 2.99
/mês
Clique aqui para economizar 75%

Limited time offer

Não, obrigado