7 perigos ocultos de usar VPNs grátis em 2019

As VPNs continuam ganhando cada vez mais popularidade, conforme mais pessoas passam a se preocupar com sua privacidade na internet.

Conforme o mercado de VPN cresce para atender a essa demanda, atualmente existem milhares de VPNs grátis prometendo manter você protegido e seguro online, sem custo adicional.

Isso parece ser um ótimo negócio, quase bom demais para ser verdade. E normalmente é. VPNs são softwares caros e complexos que exigem grandes quantidades de investimentos para ser mantidos. Elas também precisam acompanhar o ritmo em constante evolução do mundo da privacidade na internet.

Os provedores de VPNs grátis precisam cobrir custos e obter lucro. Em vez disso, elas geram receitas a partir de seus clientes, por meio de ferramentas e truques ocultos. Essas táticas não são apenas perigosas e desonestas, como traem completamente os princípios das VPNs.

Como você observará, fazer uso de uma VPN grátis pode na verdade deixar você menos seguro online, custar mais do que você imagina e arruinar toda a sua experiência na internet.

Guia rápido: como usar uma VPN premium gratuitamente

Antes de seguirmos adiante, vamos falar sobre VPNs premium.

Tudo aquilo que as VPNs grátis prometem pode ser realizado por uma VPN premium por uma pequena tarifa e sem quaisquer perigos ocultos.

As VPNs premium cobram uma pequena assinatura mensal – começando por apenas US$ 1,89 – e usam essa quantia para investir em ferramentas de segurança de última geração, milhares de servidores ao redor do mundo, velocidades ultrarrápidas, largura de banda ilimitada e muito mais.

E o melhor de tudo: muitas delas oferecem garantia de reembolso de 30 dias. Você pode se cadastrar e testar um provedor durante um mês, sem riscos, e comparar essa experiência com uma VPN grátis.

Confira o que fazer:

  1. Escolha uma VPN premium com garantia de reembolso de 30 dias. Recomendamos o NordVPN, a VPN #1 mais bem avaliada do mundo.
  2. Baixe e instale a VPN.
  3. Conecte-se a um servidor em qualquer lugar do mundo. O NordVPN disponibiliza mais de 5.500 servidores em 60 países.
  4. Desfrute um streaming mais veloz, menos anúncios irritantes, privacidade aprimorada, largura de banda ilimitada, etc.
  5. Caso não esteja satisfeito, cancele sua assinatura nos primeiros 30 dias. Você não sofrerá nenhuma cobrança.

Experimente o NordVPN grátis

Você irá pagar por uma VPN grátis – veja como

As VPNs precisam de alguma forma gerar receitas a partir de seus usuários – de que outra maneira elas poderiam lucrar?

No entanto, em vez de oferecer o mais alto padrão possível e cobrar uma pequena tarifa, elas usam você para ganhar dinheiro indiretamente. Seus métodos costumam ser irritantes, desonestos, semiocultos dos usuários e, às vezes, perigosos.

Antes de cadastrar-se em uma VPN grátis, esteja ciente dos diversos problemas e perigos envolvidos.

1. Comprometimento da sua segurança

Um dos objetivos principais de uma VPN é proteger você contra hackers. Portanto, é alarmante o fato de existir algumas VPNs que na verdade contêm malware – um dos maiores riscos de segurança online.

Infelizmente, esse é o caso. Um estudo realizado com 283 VPNs revelou que muitos provedores grátis contêm malware – incluindo Betternet, SuperVPN e CrossVPN.

De fato, 38% das VPNs apresentaram sinais de infecção.

VPNs grátis têm muito mais probabilidade de conter malware.Uma pontuação acima de dois no ranking de antivírus indica que o app possivelmente contém malware.

A maioria dos malwares está relacionada com publicidade – o que faz sentido.

As VPNs grátis dependem de publicidade para gerar receitas. Esse também é o motivo pelo qual uma VPN que limite seus dados possui menos probabilidade de oferecer perigo, quando comparada a uma VPN que ofereça um produto grátis.

Por outro lado, muitas VPNs premium contam com ad blockers, proteção contra malware e largura banda ilimitada.

2. Rastreamento das suas atividades online

Esta talvez seja a pior infração que uma VPN pode cometer – e, perturbadoramente, é a mais frequente.

Um dos principais motivos pelo qual você usa uma VPN é proteger sua privacidade ao navegar na internet. Dessa forma, é surpreendentemente irônico que o mesmo estudo tenha descoberto que 72% das VPNs grátis embutem rastreadores externos em seu software.

Imagem: descobriu-se que somente 28% das VPNs grátis não incluem nenhum rastreador externo – o que significa que 72% delas estão registrando suas atividades online.

Esses rastreadores são usados para coletar dados sobre suas atividades online, para que os anunciantes consigam melhor segmentar você com anúncios.

Em vez de proporcionar privacidade, as VPNs estão fazendo o exato oposto ao coletar suas informações e vendê-las para quem oferecer mais.

Embora algumas VPNs ocultem o fato de vender seus dados, outras admitem a prática em suas políticas de privacidade. A política de privacidade do Psiphon afirma explicitamente que monitora sua atividades e concede acesso aos anunciantes:

“Às vezes, fazemos uso de anúncios para oferecer suporte ao nosso serviço, que pode usar tecnologias como cookies e web beacons. Nossos parceiros de publicidade usam cookies para permitir que eles e seus parceiros exibam anúncios com base nos seus dados de uso.”

E aqui está um trecho da política de privacidade do Hoxx:

“Ao usar os serviços, você reconhece, consente e concorda que podemos coletar, processar e usar as informações que você nos fornece e que tais informações devem ser usadas apenas por nós ou por terceiros.”

Notavelmente, descobriu-se que as VPNs premium possuem menos rastreadores que todos os apps em geral, e não apenas em relação às VPNs grátis. Isso significa que, na maioria dos casos, quando adquire uma VPN premium, você efetivamente obtém a privacidade que desejava.

3. Elas não conseguem desbloquear o Netflix

Atualmente, não há nenhuma VPN grátis capaz de desbloquear o Netflix de forma confiável.

O Netflix – juntamente com todos os principais sites de streaming – usa os “bloqueios geográficos” mais robustos do mundo. Até mesmo as VPNs premium têm dificuldades para contorná-los. Apenas algumas são bem-sucedidas.

Sim – tecnicamente, é possível obter algum sucesso ocasional usando o TunnelBear, mas não há nenhuma garantia. Mais frequentemente, você receberá uma mensagem de erro.

Imagem: mensagem de erro que usuários de VPNs grátis normalmente recebem quando tentam contornar o bloqueio geográfico do Netflix.

Além disso, o pacote grátis do TunnelBear é limitado a 500 MB por mês, o que não representa dados suficientes para assistir sequer a um único filme.

O ProtonVPN é capaz de desbloquear o Netflix através do uso de servidores específicos, mas, como ele reduz deliberadamente sua velocidade de internet, você provavelmente ficará louco com o buffering, antes de conseguir assistir a um episódio de Orange is the New Black.

O Windscribe e o Hotspot Shield oferecem acesso ao Netflix, mas somente aos usuários que possuem assinatura paga.

A grande verdade é a seguinte:

Contornar os bloqueios geográficos do Netflix requer uma enorme quantidade de recursos e dedicação, e os provedores de VPNs não oferecerão isso gratuitamente.

4. Limitação da quantidade de dados que você pode usar

Como mencionado acima, algumas das mais populares VPNs grátis limitam a quantidade de dados que você pode usar. Elas fazem isso para atrair você e, então, forçá-lo a fazer o upgrade para um plano grátis por pura frustração.

Um bom exemplo dessa prática é o TunnelBear, que limita os dados mensais a míseros 500 MB.

Imagem: o TunnelBear força você a adquirir os pacotes pagos a partir do seu cadastro.

5. Redução da sua velocidade de internet

A redução da sua velocidade de internet é um problema que você enfrentará com frequência ao usar VPNs de baixa qualidade. No entanto, quando sua VPN deliberadamente reduz sua velocidade, isso é algo particularmente frustrante.

Essa é a estratégia do ProtonVPN. Embora o ProtonVPN ofereça excelente segurança, no objetivo de estimular seus usuários grátis a fazer o upgrade para o plano pago, ele os prioriza menos que seus assinantes pagos – o que significa que suas velocidades de internet frequentemente ficarão no ritmo de uma lesma.

Imagem: pelo menos, o ProtonVPN é sincero em relação à forma pela qual reduz as velocidades de internet dos usuários grátis. O termo ‘Medium’ (velocidade média) é deliberadamente vago e enganoso, entretanto.

Além disso, as VPNs grátis reduzem suas velocidades de internet ao exibir anúncios (veja abaixo) e vender sua largura de banda.

6. Bombardear você com anúncios

O motivo dessa abordagem é simples. Como seus usuários não estão pagando assinaturas mensais, as VPNs grátis precisam de outra forma para ganhar dinheiro em cima deles.

O Betternet é um provedor que usa esse modelo. Embora ele afirme no site oficial que não exibe anúncios irritantes, na verdade, anúncios surgem na tela a cada vez que você se conecta.

Imagem: o Betternet afirma que não exibe anúncios.

No entanto, a verdade é que os usuários visualizam anúncios sempre que ligam a VPN.

Imagem: tela de conexão do Betternet.

Da mesma forma, o app grátis do Hotspot Shield está repleto de anúncios, um problema que levou a muitas reclamações entre nossos leitores.

Os anúncios não são apenas irritantes: eles também podem reduzir suas velocidades de internet ou conter malware.

Por fim, os anunciantes gostam de segmentar os clientes com anúncios específicos. A aparência dos anúncios em uma VPN levanta preocupações com a privacidade dos usuários. Em outras palavras, caso sua VPN esteja exibindo anúncios, ela também está provavelmente compartilhando suas atividades online com terceiros.

7. Comercialização da sua largura de banda

Além de permitir anúncios, a VPN Hola encontrou outra forma de ganhar dinheiro a partir de seus usuários grátis: ela permite que os clientes pagantes usem o poder de processamento do seu dispositivo – basicamente vendendo sua largura de banda para lucrar.

Ela chega a afirmar isto em seu site oficial, embora disfarce de uma forma muito mais positiva:

“O Hola gera receitas através da venda de uma versão comercial do serviço de VPN do Hola para empresas (através da nossa marca Luminati). Isso nos permite manter o Hola grátis para nossos usuários de PC e Mac. Usuários que desejam desfrutar a rede do Hola sem contribuir com seus recursos ociosos podem fazê-lo ao adquirir o serviço premium do Hola por US$ 5 mensais (ou US$ 45 anuais).”

Ele não menciona que a Luminati foi usada em pelo menos um ataque conhecido de botnet.

O ataque de botnet infecta uma grande quantidade de computadores individuais com malware e os utiliza em conjunto para realizar um ataque. Em outras palavras, todos os computadores na rede do Hola (ou seja, todos aqueles pertencentes aos usuários grátis) foram invadidos por cibercriminosos.

Esse talvez nem tenha sido um incidente único. Atualmente, o Hola não monitora a forma como os usuários da Luminati exploram a rede do Hola, o que o torna uma ferramenta perfeita para cibercriminosos.

Em resumo, ao fazer uso do serviço de VPN grátis do Hola, você não está apenas permitindo que a empresa venda o poder de processamento do seu dispositivo, como potencialmente está permitindo que ele seja usado para fins criminosos.

Benefícios de uma VPN premium

Felizmente, você não precisa assumir o risco desnecessário de usar uma VPN grátis. Todos os melhores provedores premium oferecem um ótimo custo-benefício, através de planos de assinatura a partir de apenas US$ 1,89 por mês.

Investindo uma pequena quantia mensal, você evita os perigos que relacionamos acima – e ainda aproveita os diversos benefícios de uma VPN premium:

  • Contorne bloqueios geográficos: as melhores VPNs são capazes de contornar os bloqueios geográficos da maioria dos principais sites de streaming – incluindo Netflix, Amazon Prime e Hulu.
  • Largura de banda ilimitada: você não sofrerá restrições sobre o uso da internet.
  • Proteja vários dispositivos: as VPNs premium são capazes de proteger vários dispositivos simultaneamente. Algumas até mesmo protegem quantidades ilimitadas.
  • Segurança de ponta: as melhores VPNs investem em recursos de segurança modernos e de nível militar para manter você protegido.
  • Ótimo custo-benefício: além dos preços baixos, muitas VPNs premium oferecem até 75% de desconto. Confira as melhores ofertas aqui.
  • Velocidades maiores: como ocultam suas atividades online, as VPNs premium protegem você contra limitações de largura de banda impostos pelos provedores de internet – que deliberadamente reduzem sua conexão, caso você baixe e envie torrents ou faça streaming com frequência.

Essas são apenas algumas das vantagens oferecidas. Confira as 5 melhores VPNs abaixo e escolha qual delas oferece as melhores soluções para você.

Resumo

Caso realmente queira obter maior proteção online, evite as VPNs grátis. Embora você talvez economize um pouco por mês, os riscos à sua privacidade e aos seus dados não valem a pena. De fato, fazer uso de uma VPN grátis pode custar a você muito mais que a assinatura de um provedor premium.

Além dos problemas de segurança, as VPNs grátis podem transformar o uso da internet em uma enorme dor de cabeça – com baixas velocidades, pop-ups constantes e streaming restrito.

Em vez disso, pense nas VPNs premium como um investimento. Você desfrutará conexões muito mais velozes e seguras, uma internet totalmente aberta, maior privacidade e tranquilidade.

Experimente o NordVPN grátis

Leitura adicional

Se você deseja saber mais sobre os inúmeros benefícios das VPNs, confira nosso guia para novatos.

Uma das utilizações mais populares de uma VPN é acessar o Netflix no exterior. Para isso, você definitivamente precisará de uma VPN premium de qualidade. Disponibilizamos uma lista com as 5 melhores.

Quando você estiver pronto para investir em uma VPN e melhorar sua internet, acesse nosso ranking com as melhores VPNs do mundo.

Isto foi útil? Compartilhe.
Espere! A Nord oferece 70% de desconto em suas VPNs.