Tudo o que você precisa saber sobre bloqueio geográfico

Você já viajou para fora dos Estados Unidos e tentou acessar o Hulu ou a Sling TV? Nesse caso, você provavelmente recebeu uma mensagem deste tipo:

Sling error message

Isso é chamado de bloqueio geográfico – um verdadeiro incômodo.

Apesar de talvez nunca ter ouvido falar no termo “bloqueio geográfico”, você certamente já passou por isso.

Então, o que é o bloqueio geográfico exatamente?

Resumidamente, bloqueio geográfico é quando um conteúdo não está disponível devido à sua localização geográfica, mas ele fica mais complicado do que isso.

É bastante comum o fato de produtores de conteúdo limitarem acesso a uma localização específica, principalmente por conta de licenciamento, direitos autorais, discriminação de preços ou bloqueio de conteúdo ilegal.

Muitas organizações usam o bloqueio geográfico para categorizar e dividir o mundo em diversos segmentos de mercado. Empresas de entretenimento como Amazon, Netflix e Hulu tornam seus conteúdos específicos a determinados locais.

Eles fazem isso para criar diferentes ofertas para seus produtos e aumentar seu lucro geral ao atuar em regiões individuais, em vez de manter uma política única para o mundo inteiro. Isso significa que o público nos Estados Unidos pode acompanhar os programas do Netflix, mas não pode assistir ao BBC iPlayer.

Como funciona o bloqueio geográfico?

Todo computador é reconhecido através de seu endereço IP exclusivo. Sempre que você acessa um site, esse endereço é enviado ao servidor, para que este saiba para onde deve enviar todos os pacotes de informações.

Você obtém seu endereço IP a partir do seu provedor de internet assim que faz seu cadastro. O endereço exibirá sua localização para o mundo, e todos poderão rastreá-lo facilmente.

As emissoras fazem uso disso para decidir se os usuários poderão ou não visualizar conteúdos com base em suas localizações. Portanto, caso tente se conectar a um serviço a partir de um endereço IP que não esteja na lista de permissão, você será bloqueado.

Isso acontece até mesmo se você paga pelo serviço. Digamos que você more nos Estados Unidos e pague para assistir 24 horas à Netflix. Quando sair de férias ou viajar para outros países a negócios, você não poderá acessar o mesmo conteúdo.

Por que tantos sites fazem uso do bloqueio geográfico?

Ao dividir o mundo em regiões, os produtores de Hollywood garantem que os filmes possam ser lançados em apenas um mercado por vez. Alguns filmes são voltados a públicos locais, e essa divisão impulsiona o efeito geral das campanhas de marketing.

Da mesma forma, sites populares de streaming, como Netflix e BBC iPlayer, usam o bloqueio geográfico para restringir seus conteúdos dependendo da localização do usuário. Essa é uma das formas mais fáceis de cumprir as condições de licenciamento.

O bloqueio geográfico também significa que os comerciantes online podem cobrar preços distintos em mercados diferentes com base em regiões geográficas.

Como evito o bloqueio geográfico?

Sua localização é a base do todos os bloqueios geográficos. Portanto, caso queira contorná-los, você deverá encontrar uma forma de ocultar seu endereço IP.

Uma das formas mais populares é usar servidores proxy. Eles atuam como um intermediário para todo o seu tráfego na internet.

Os proxies transmitem sua solicitação aos servidores destinatários como se pertencesse a eles, enganando-os completamente e ocultando seu endereço IP.

Outros serviços permitem que os usuários acessem conteúdos bloqueados geograficamente através de uma rede ponto a ponto. Eles direcionam seu tráfego através de outros nós na rede por meio do uso de seus recursos ociosos.

No entanto, embora os servidores proxy e serviços de redes P2P colaborativas possam ajudá-lo a evitar o bloqueio geográfico, existem algumas desvantagens de segurança e proteção.

Não se preocupe, pois existe uma alternativa melhor e mais eficiente. Usar uma VPN irá ajudá-lo a contornar qualquer bloqueio geográfico. Ela criptografa suas solicitações e as canaliza através de uma rede privada, garantindo que seu endereço IP não seja visualizado por ninguém.

Confira uma lista com nossos melhores serviços de VPN.

Classificação Nossa pontuação Classificação do usuário
Escolha do Editor 5.0
Ler análise
2 4.9
Ler análise
3 4.8
Ler análise
4 4.7
Ler análise
5 4.7
Ler análise

Como evitar restrições baseadas em sua localização geográfica

Netflix

O Netflix é um dos sites de streaming mais populares, com uma base de mais de 100 milhões de assinantes. Recentemente, a empresa revelou que possui mais assinantes internacionais do que nos Estados Unidos.

As condições de licenciamento atuais significam que o Netflix oferece uma biblioteca de conteúdo comparativamente menor aos usuários que não moram nos EUA. Por exemplo, caso seja um assinante localizado na Índia, você não poderá assistir ao desenho Family Guy. Aproximadamente 93% dos títulos disponíveis no Netflix não estão disponíveis na Índia.

Por isso, muitos usuários recorreram ao uso de VPNs para ocultar seus endereços IP e acessar mais conteúdos ao contornar os bloqueios geográficos.

O problema aqui é que o Netflix detecta e bloqueia VPNs, e atualmente existem apenas poucas opções capazes de evitar o bloqueio. Aprenda como contornar os bloqueios de VPNs no Netflix aqui.

YouTube

O YouTube recebe mais de 30 milhões de visitantes diariamente. Ele oferece aos donos das contas a opção para bloquear geograficamente seus vídeos enviados. Apenas alterar a URL do YouTube costumava ser suficiente para evitar restrições geográficas. Infelizmente, esse truque não funciona mais.

Fazer uso de uma VPN confiável continua sendo uma das melhores formas de contornar essas restrições.

BBC iPlayer

O BBC iPlayer é um serviço de streaming, rádio e televisão na internet, operado pela British Broadcasting Corporation, que está disponível apenas para residentes no Reino Unido. Mesmo que seja um britânico morando no exterior, você não poderá acessar seus conteúdos.

As VPNs permitem transmiti-los independentemente da sua localização. Mais de 60 milhões de pessoas fora do Reino Unido assistem ao BBC iPlayer gratuitamente através do uso de VPNs ou servidores proxy.

Somente a China contribui com cerca de 38,5 milhões de usuários, enquanto o restante do tráfego é originário principalmente de países como EUA, Austrália, Irlanda, Índia, Brasil, França e Alemanha. Confira as 5 melhores VPNs para o BBC iPlayer que efetivamente funcionam.

Embora haja algumas justificativas para o bloqueio geográfico, ele não é justo do ponto de vista do usuário. Caso esteja pagando por uma mensalidade na íntegra, você deveria poder assistir a todo o conteúdo, seja qual for sua localização.

As VPNs permitem que você oculte seu endereço IP e evita que terceiros rastreiem sua localização. Elas também melhoram a segurança do seu dispositivo ao criptografar seu tráfego, transmitindo-o através de uma rede privada.

O Netflix e outros serviços têm se esforçado para bloqueá-las, mas os serviços de VPN estão constantemente criando formas novas e eficazes de contornar os bloqueios.

Quer saber mais? Confira como fazer para assistir à Sling TV sem possuir um cartão de crédito nos EUA e fique por dentro das melhores VPNs para streaming.

Isto foi útil? Compartilhe.
Compartilhe no Facebook
Tweet isso
Oferta de novembro 2018

NÃO PERCA!

Ótima oferta para novembro. Válidas agora!

$ 11.95
$ 2.99
/mês
Clique aqui para economizar 75%

Limited time offer

Não, obrigado